www.visitportugal.com

Live Chat

Calouste Sarkis Gulbenkian

Calouste Sarkis Gulbenkian
Nascido em 1869 em Scutari, Calcedónia (Istambul), Calouste Sarkis Gulbenkian descende de uma ilustre família arménia, oriunda de Cesareia, na Capadócia, onde se cruzam os caminhos entre a Europa e a Ásia.

Este homem culto, brilhante e eclético, que se formou em engenharia no King´s College de Londres, falava um inglês perfeito e apreciava a cultura francesa, a ponto de adquirir na Normandia uma propriedade onde se refugiava entre as árvores, as flores e os animais.

Apercebeu-se, ainda em finais do século XIX, do futuro do petróleo como a mais prodigiosa fonte de energia. Deve-se em parte à sua perspicácia, sabedoria diplomática e poder de negociação, a definição de um quadro geral para o desenvolvimento da indústria petrolífera do Médio Oriente, que deu lugar, por um acordo assinado em 1928, à repartição da exploração do "ouro negro" por quatro grandes companhias: a inglesa Anglo-Persian Oil Co. (hoje BP), o Royal Dutch-Shell Group, a Compagnie Française des Pétroles e a Near East Development Corporation (Consórcio das seis principais companhias petrolíferas americanas). A Calouste Gulbenkian são sempre reservados cinco por cento do capital, o que lhe valeu ficar conhecido por "Senhor Cinco Porcento".

Em abril de 1942, no auge da Segunda Guerra Mundial, Calouste Gulbenkian decide vir a Portugal. Escolhe o luxuoso Hotel Avis (no local onde hoje se encontra o Hotel Sheraton) para se instalar. Este homem oriundo do Médio Oriente, não mais abandonaria o país mais ocidental da Europa, que o acolheu e acarinhou até à sua morte em 1955. Gulbenkian soube retribuir a hospitalidade de Portugal, criando, em 1953, uma Fundação perpétua de direito privado português, cujos estatutos foram elaborados pelo jurista e amigo do Mecenas, Dr. José Azeredo Perdigão.

No seio da Fundação nasceu o Museu onde, vindas de diversos pontos da Europa, dos Estados Unidos e do Extremo Oriente se reuniram as obras de arte (mais de 6000) colecionadas por Gulbenkian ao longo da sua vida. A coleção - considerada uma das melhores a nível europeu - revela a paixão do colecionador pela beleza nas suas mais diversas manifestações e uma harmoniosa síntese da Arte Europeia e do Médio Oriente.

Em 1969 os edifícios da sede da Fundação e do Museu Calouste Gulbenkian abriam as suas portas, rodeados por um dos mais belos parques ajardinados do centro de Lisboa. Durante muitos anos, Portugal e os lisboetas deveram à Fundação Calouste Gulbenkian os seus momentos mais altos de cultura.

Imagem cedida por: Serviço das Comunidades Arménias, Fundação Calouste Gulbenkian.


Mapa Mapa
Ver mais
Mapa
A opinião dos utilizadores
sonia.cfa
Há quem apelide como piscina natural, há quem lhe chame de praia fluvial. (...)
lisbononthego
Sintra é uma cidade e município da costa de Lisboa. Neste passeio vamos (...)
Pesquisa avançada
Planeamento Veja os conteúdos que selecionou e crie o seu Plano ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *Instruções de recuperação de password enviadas com sucesso para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais