www.visitportugal.com

Live Chat

Coimbra - Itinerário Acessível

Mapa Coimbra - acessível

Situada junto às margens do Rio Mondego, Coimbra é uma cidade muito antiga e visitá-la é como que uma lição de história já que poderá viajar através dos séculos visitando o seu riquíssimo património.

Mas a cidade é sobretudo conhecida por outras lições, que têm lugar na sua Universidade, a mais antiga de Portugal e uma das mais antigas da Europa, na origem das mais fervorosas tradições académicas do país e da designação de “Cidade dos Estudantes”.

Faça este percurso com o mapa

É justamente na Universidade situada na parte mais alta da cidade, zona classificada pela UNESCO como património mundial, que tem início o percurso que lhe propomos. O conjunto de edifícios distribui-se em redor do Pátio das Escolas, um espaço amplo e nivelado sem entraves à circulação para pessoas que se deslocam em cadeira de rodas. Já o acesso ao edifício principal – a Reitoria (10) – faz-se por uma escadaria impossível de ultrapassar sem ajuda, mas no interior os espaços são amplos e sem barreiras. Absolutamente a não perder é a visita à Biblioteca Joanina (11), acessível através de uma rampa. No seu interior encontram-se mais de 300 mil obras expostas em belíssimas estantes decoradas com talha dourada, que podem ser apreciadas a partir do piso térreo, onde são raras as barreiras à circulação, já que os pisos superiores só são acessíveis por escadas.

Coimbra_Universidade
Coimbra - Universidade © ARPT Centro de Portugal

Perto fica a Sé Nova (13), um templo em estilo maneirista de interiores amplos, mas cujo acesso por escadas até à porta impossibilita uma entrada autónoma a pessoas que se desloquem em cadeira de rodas. Já no Museu Nacional Machado de Castro (12) todos poderão conhecer o notável acervo de ourivesaria, escultura e pintura. No entanto, um dos principais atrativos deste museu - o Criptopórtico romano – é inacessível, mas poderá ser visualizado em pormenor no quiosque multimédia em imagens de 360º. 

Coimbra_Sé Velha
Coimbra - Sé Velha © ARPT Centro de Portugal

Esta zona da cidade com ruas de passeios estreitos, que se tornam mais íngremes à medida que se desce em direção à Baixa, coloca dificuldades à circulação e torna difícil a visita a Sé Velha (6). Trata-se de um dos principais monumentos de Coimbra, cuja escadaria impossível de transpor sem ajuda é palco de serenatas levadas a cabo por estudantes trajados com capas negras que cantam o fado de Coimbra, especialmente na época do final do ano académico. Mas ouvir fado de Coimbra é uma experiência a não perder, e de que também pode usufruir em alguns bares da cidade.

Coimbra_Baixa_ICVM
Coimbra - Baixa © ICVM

Como alternativa sugerimos que a descida da Alta para a Baixa de Coimbra se faça pelo Elevador do mercado que poderá apanhar na Rua Padre António Viera perto da Sé Nova. Na saída perto do Mercado Municipal terá duas opções. Se lhe apetecer passear num ambiente verdejante, siga à direita pela Avenida Sá da Bandeira, que no eixo central é uma área contínua ajardinada, até à Praça da República. Aqui situa-se o Jardim da Sereia (15), um espaço muito agradável, que se prolonga pelo Parque de Santa Cruz, que tem alguma inclinação e barreiras à circulação. Outro espaço verde a não perder é o Jardim Botânico (16) um espaço totalmente acessível, ao qual acede seguindo pela Rua Almeida Garrett e depois pela Rua de Tomar.

Coimbra_Igreja Santa Cruz
Coimbra - Igreja de Santa Cruz © ARPT Centro de Portugal

Se quando sair do Elevador do Mercado seguir na direção oposta (para a esquerda) poderá conhecer a Baixa, a zona com mais comércio e animação. Para isso deverá seguir pela Rua Olímpio Nicolau Rui Fernandes que vai terminar na Rua Sofia (8) também classificada como Património da Humanidade e onde se situam diversos Colégios pertencentes à Universidade. Vire à esquerda para a Praça 8 de Maio para visitar a Igreja de Santa Cruz (7), que não vai passar despercebida pelo seu belíssimo portal, em cujo interior totalmente acessível estão os túmulos dos primeiros reis de Portugal. O percurso continua em direção ao Largo da Portagem passando pela Igreja de São Tiago (6), um edifício gótico de acesso muito difícil já que está rodeado por escadarias, e pela Praça do Comércio (5) uma zona com muitas lojas e esplanadas que colocam alguns entraves à circulação. 

Coimbra
Coimbra - Rio Mondego/Ponte de Santa Clara © ARPT Centro de Portugal

O itinerário continua do outro lado do Rio Mondego, pelo que deverá atravessar a Ponte de Santa Clara.  Alguns metros à frente, à esquerda, vai encontrar o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha (2) erguido no século XIII. Ciclicamente invadido pelas cheias do rio que deixaram marcas profundas, o monumento que é totalmente acessível no piso térreo, conserva uma área de ruínas e um ambiente único. Ao lado, situa-se o Portugal dos Pequenitos (1) um parque temático com espaços amplos e jardins onde se encontram réplicas em miniatura de diversos monumentos e casas tradicionais de Portugal.

Coimbra
Coimbra - Ponte Pedro e Inês/Parque Verde do Mondego © ARPT Centro de Portugal

Propomos que continue ao longo do rio pela Avenida Inês de Castro e pelo Parque do Choupalinho e usufrua dos espaços verdes à beira do Mondego. Poderá atravessar o Rio pela Ponte Pedro e Inês (3), uma ponte pedonal que é uma obra de inovação e design e dá acesso ao Parque Verde do Mondego (4). A nossa visita termina aqui junto ao rio neste espaço agradável, com esplanadas, áreas para lazer e desporto e o Pavilhão Centro de Portugal, criado pelos arquitetos Siza Vieira e Souto de Moura onde têm lugar diversas manifestações culturais. 


Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Faça login através de redes sociais
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close