www.visitportugal.com

Live Chat

Aveiro

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-8.64

Coordenada Y: 

40.64

Costa Nova

Costa Nova

Outros

Em meados do séc. XIX começou a ser uma praia de banhos muito frequentada, pela influência do tribuno e político José Estevão que aqui construiu o seu próprio palheiro, (que hoje se reconhece pelas suas riscas azuis e castanhas), onde se reuniam intelectuais e políticos, entre os quais o escritor Eça de Queiroz.

Os palheiros são construções tradicionais desta região litoral de Portugal que serviam de abrigo a colónias de pescadores, alfaias e animais utilizados no arrasto das embarcações pesqueiras para a praia.
Inicialmente eram plantados sobre estacas para evitar a acumulação das areias das dunas arrastadas pelos ventos.

Quando em finais do séc. XIX passou a ser moda "ir a banhos", os pescadores começaram a arrendar os seus palheiros na época de verão e surgiu a ideia de pintar as tábuas exteriores com cores garridas, que lembram a policromia dos barcos moliceiros que deslizam sobre as águas da Ria, dando a esta Marginal um aspeto fortemente colorido e extremamente característico.


Aveiro - Na margem esquerda do Canal Central

Aveiro - Na margem esquerda do Canal Central

Outros

Na rua João Mendonça, junto ao Canal Central alinham-se três edifícios com interessantes fachadas em Arte Nova. Por este canal onde antigamente se movimentava todo o comércio da cidade, deslizam hoje as proas coloridas dos barcos moliceiros para encantamento dos turistas.

No ângulo formado pelos canais Central e das Pirâmides, o Rossio, amplo, ajardinado, com palmeiras alinhadas lembra vagamente um espaço do Levante, com apontamentos de Arte Nova. Na interseção com o Canal de S. Roque e passando o Cais das Falcoeiras siga até ao Cais dos Mercantéis e dê um passeio pelo pitoresco bairro dos pescadores, de preferência ao princípio da manhã quando, no Mercado do Peixe se vende com grande alarido o pescado apanhado durante a noite. Nesta zona poderá ainda visitar a pequena capela de S. Gonçalinho (séc. XVIII) da veneração deste santo casamenteiro a quem os aveirenses dedicam todos os anos uma das suas festas mais animadas.

Regressando ao Canal Central terá duas opções: ou atravessar o canal para a Margem Direita, pela graciosa ponte dos Arcos, ou subir a avenida Lourenço Peixinho. Se optar por esta última alternativa, não deixe de ver a estação de Caminho-de-ferro, que remata a avenida no seu topo, um belo edifício revestido de quadros de azulejos que reproduzem motivos da região. Aconselhamos ainda a visita à igreja do Carmo (na rua do mesmo nome) e às capelas de Nossa Senhora da Alegria, e do Senhor das Barrocas, um dos monumentos mais interessantes de Aveiro, onde chegará se prosseguir pela rua Luís de Carvalho.

Imagens cedidas por Miguel Lacerda


Turismo Centro de Portugal, ERT

Turismo Centro de Portugal, ERT

Organismos e Associações

Contactos

Morada:
Rua João Mendonça, 8
3800-200 Aveiro
Telefone:
+351 234 420 760
Fax:
+351 234 428 326


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu de Aveiro

Museu de Aveiro

Museus e Palácios

O Museu de Aveiro está instalado no antigo Convento de Jesus, da Ordem Dominicana feminina, em Aveiro.
No contexto da reforma liberal, em 1874, data da morte da última religiosa, o convento dominicano de clausura é extinto e, em 1882, o edifício é entregue à Ordem Terceira Dominicana que o transforma em Colégio de Santa Joana. Com o advento da República, em 1910, o colégio é extinto e a Igreja de Jesus e área contígua, é decretada monumento de interesse nacional. Em 1911, o Museu de Aveiro é instalado no Convento de Jesus e em 1912 é criado legalmente pela Portaria de 16 de Junho.

Ao longo do séc. XX, o Museu de Aveiro foi alvo de diversas intervenções. Em 2006, iniciaram-se as suas mais recentes obras de ampliação e requalificação, co-financiadas pelo Plano Operacional da Cultura, que culminaram em 2008, com a apresentação renovada da Exposição Permanente.

Esta apresenta obras de Pintura, Escultura, Talha, Azulejo, Ourivesaria e Têxteis, dos sécs. XIV-XV ao séc. XIX, provenientes de conventos extintos de Aveiro e de outras regiões do país. Da colecção do Livro Antigo e dos Manuscritos, documentos da fundação do convento e da vida da Princesa Santa Joana, filha de D. Afonso V, figura incontornável na história do convento, onde ingressou em 1472 e morreu em 1490.
Do acervo do Museu constam ainda as colecções de Cerâmica, Vidros, Metais e a Arqueologia.
Contactos

Morada:
Avª. Santa Joana Princesa 
3810-329 Aveiro
Telefone:
+351 234 423 297 - 234 383 188
Fax:
+351 234 421 749


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela do Senhor das Barrocas - Aveiro

Capela do Senhor das Barrocas - Aveiro

Monumentos

É um dos monumentos mais interessantes de Aveiro, esta pequena capela, cuja primeira pedra foi lançada em 1722. Compõe-se de duas partes: a nave, de planta octogonal e a capela-mor, rectangular. Na parte exterior observam-se três belos portais de grande aparato ornamental dos quais, o principal, ostenta um sumptuoso remate decorativo nos seus frontões decorados com folhagem e grinaldas de pedra, trabalho de muito valor.

No interior, cada face da nave forma um arco pleno e são também arcos de pedra que sustentam a abóbada, que fecha com um belo florão de madeira entalhada. Completam a decoração dois bons retábulos de talha, que enquadram pinturas de Pedro Alexandrino e dois belos púlpitos sob dosséis.
Contactos

Morada:
Largo do Senhor das Barrocas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Convento de Jesus em Aveiro

Convento de Jesus em Aveiro

Monumentos

A fachada actual do convento data do séc. XVIII e nela se inscrevem três portais com bonitos frontões, vendo-se o brazão real no do meio. O edifício conserva alguns espaços que serviam à vivência conventual: o átrio, onde funcionava a portaria, o claustro do séc. XV, que conserva uma colunata renascentista, algumas capelas manuelinas decoradas com azulejos e a casa do capítulo.

No interior da igreja merece especial atenção a capela-mor pelo notável trabalho de talha dourada, de finais do séc. XVI, a lembrar uma obra de ourivesaria. Nas paredes forradas com painéis de azulejos vêem-se seis telas representando momentos da vida de Santa Joana Princesa, filha do Rei D.Afonso V.

No coro baixo da igreja, onde as religiosas assistiam aos ofícios litúrgicos, encontra-se o túmulo de Santa Joana, peça de exímia execução com finíssimos embutidos de mármores italianos de diversas cores. A sua instalação foi autorizada por bula do Papa Pio II, em 1461. O túmulo está envolvido por uma decoração parietal de talha, azulejos e mármore, sob um tecto policromo - estilo barroco. Trabalharam nele artistas portugueses, devendo-se o seu desenho a Manuel Antunes, arquitecto régio. Iniciada a obra em 1699, por mando de D. Pedro II, só em 1711 nele seriam colocadas as cinzas da Infanta, a quem Aveiro dedica uma festa religiosa a 12 de Maio (feriado municipal), efeméride da sua morte, que inclui uma peregrinação a este local, e procissão, essencialmente litúrgica, da qual fazem parte elementos civis, como damas, cavaleiros, infantes, pagens e outras figuras.

Contactos

Morada:
Av. Santa Joana
3810-329 Aveiro
Telefone:
+351 234 423 297
Fax:
+351 234 421 749


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja do Convento do Carmo - Aveiro

Igreja do Convento do Carmo - Aveiro

Monumentos

Do convento fundado entre 1613 e 1620 sobreviveu apenas a igreja. À frente do adro ergue-se um muro decorado com motivos barrocos, vendo-se sobre a porta o brasão das carmelitas.

O interior, de grande simplicidade arquitectónica, destaca-se pelos seus retábulos e pelo revestimento em magnífica talha barroca dourada. Num nicho emoldurado com um portal barroco encontra-se o túmulo de D. Brites de Lara, que foi mecenas da construção da igreja.
Contactos

Morada:
Rua do Carmo, 16  3800-127 Aveiro


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja da Misericórdia de Aveiro

Igreja da Misericórdia de Aveiro

Monumentos

O projecto inicial (1585) é atribuído ao arquitecto italiano Filipo Terzi, embora a sua construção, com base no referido plano, só viesse a terminar em 1653 sob a direcção do mestre português Manuel Azenha.

Na fachada, entre o revestimento de azulejos do séc. XIX, sobressai grandioso portal de feição clássica, com posterior ornamentação barroca, em pedra de calcário. Na parte inferior, entre as quatro colunas coríntias encontram-se nichos com imagens. Na parte superior, as figuras foram substituídas por janelas, pontuando a meio a imagem em pedra de Nossa Senhora da Misericórdia. Rematam o templo o escudo régio, a Cruz de Cristo e uma esfera armilar.

No interior reflecte-se uma grandeza rígida, onde a nave é comprida e de grande altura e sobressaem azulejos de padrões do séc. XVI. Na capela-mor merece atenção a abóbada apainelada, de pedra de Ançã, material abundante na região, utilizado em muitos monumentos desta parte de Portugal. Repare-se ainda no retábulo, muito interessante por reproduzir o desenho e a decoração do portal da fachada do templo.
Contactos

Morada:
Rua de Coimbra, 27  3810-086 Aveiro


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela de Nossa Senhora da Alegria - Aveiro

Capela de Nossa Senhora da Alegria - Aveiro

Monumentos

Um dos mais antigos templos de Aveiro, foi sede da antiga e numerosa confraria de pescadores que cerca de 1501 iniciou as primeiras campanhas de pesca à Terra Nova.

Na nave, conservam-se painéis de azulejos do séc. XVII.
Contactos

Morada:
Rua de Sá


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja das Carmelitas - Aveiro

Igreja das Carmelitas - Aveiro

Monumentos

O templo pertenceu ao antigo convento das Carmelitas, cujo claustro está hoje ocupado pela Polícia. Fundado em 1657, pelo 4º Duque de Aveiro, a igreja só viria a ser concluída em 1738.

Se o exterior não apresenta elementos de interesse maior, já o interior merece seguramente a visita, pelas pinturas que forram o tecto da nave, representando cenas da vida de Santa Teresa de Jesus e pelos painéis de azulejos barrocos azuis e brancos, representando cenas religiosas. No alto das paredes, molduras em rica talha dourada enquadram representações de santos pertencentes à Ordem carmelita. No arco triunfal, repare-se no brasão da casa de Aveiro, em homenagem ao nobre fundador.
Contactos

Morada:
Praça Marquês de Pombal  3810-133 Aveiro


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close