www.visitportugal.com

Live Chat

Aveiro

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-8.64

Coordenada Y: 

40.64

Praia de São Jacinto

Praia de São Jacinto

Praias
Praia Marítima

A Praia de São Jacinto está situada junto ao Canal da Barra, no extremo sul de uma longa faixa de terra que separa a Ria de Aveiro do mar. Para quem está em Aveiro, o transporte mais rápido para chegar a São Jacinto é o barco que atravessa a Ria em ligações regulares, já que para vir de automóvel é necessário ir até à Torreira ou Ovar, onde existem pontes, e depois voltar para sul.

Nos limites da Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, área protegida onde se conservam espécies de fauna e flora únicas, esta praia possui um areal extenso, em estado quase selvagem.

Nem sempre vigiada, a Praia de São Jacinto oferece excelentes condições para a prática de surf, e para longas caminhadas, num areal que se estende para norte sem fim à vista.

Contactos

Local:
São Jacinto - Aveiro


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Pousada de Juventude de Aveiro

Pousada de Juventude de Aveiro

Pousadas da Juventude

Se ficares na Pousada de Juventude de Aveiro, terás a oportunidade de conhecer uma cidade que apresenta altos índices de desenvolvimento social e económico. Os pólos universitários demonstram enorme vitalidade e afiguram-se altamente atractivos para ti, que estás a pensar seguir uma carreira académica. Então, já sabes, antes de tomares uma decisão quanto ao teu futuro, faz uma visita à solarenga cidade de Aveiro.

Aproveita para veres um bom jogo de basquete (Ovarense, Illiabum, Beira-Mar, Sangalhos e o Aveiro Basket são óptimas opções), fazer canoagem na Ria de Aveiro, observar a natureza singular da Reserva Natural das Dunas de São Jacinto e, como não podia deixar de ser, dar um salto à Praia da Barra ou da Costa Nova.

Bom, ainda vais ficar tentado a mudar-te para estes lados.
Contactos

Morada:
R. das Pombas, Edifício do IPJ 3810-150 Aveiro
Telefone:
+351 234 420 536
Fax:
+351 234 420 536


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Posto de Turismo - Aveiro

Posto de Turismo - Aveiro

Postos de Turismo

Contactos

Morada:
Rua João Mendonça, 8
3810-200 Aveiro
Telefone:
+351 234 420 760
Fax:
+351 234 428 326


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

A Ria de Aveiro

A Ria de Aveiro

Outros

A diversidade de habitats que a Ria alberga origina a sua enorme riqueza ecológica. As águas livres são habitat de variada fauna piscícola. Abundantes em numerosas espécies de algas, são também local de alimento para certas aves. Nos sapais, de aspeto uniforme, germina uma profusa vida biológica. Cruzados por canais e pontuados por numerosas ilhas, têm um aspeto característico.

Nas vasas e lodos, a descoberto na maré baixa, veem-se crustáceos e moluscos enquanto nas salinas se concentram numerosas aves. Nos terrenos agrícolas que envolvem parte importante da zona lagunar, e onde se cultiva e o arroz e o milho, caniçais e juncais, amieiros, choupos e salgueiros são o refúgio de uma importante população de passeriformes. Charcos e valas são habitados por numerosos batráquios enquanto em linhas de água mais recônditas surge a lontra.

O cordão dunar, para além de representar importante barreira natural contra o avanço do mar, caracteriza-se pela presença de comunidades vegetais específicas.

Atualmente , a Ria de Aveiro estende-se de Ovar a Mira, tem pequena profundidade e nela desaguam vários cursos de água com destaque para o Vouga. É separada do mar por um cordão arenoso de largura variável interrompido por uma barra artificialmente fixada no século XIX. Apresenta quatro braços principais - Ovar, Murtosa, Vagos e Mira - sendo polvilhada por várias ilhotas.



Aveiro - Na margem direita do Canal Central

Aveiro - Na margem direita do Canal Central

Outros

A partir da Praça Luís Cipriano, pela rua de Coimbra, entre na Praça da República enquadrada pelos edifícios dos Paços do Concelho (séc. XVIII). As armas da cidade de Aveiro estão inscritas no frontão, rematado por uma torre com relógio.

Destaque ainda para o Teatro Aveirense (1947) e para o belíssimo pórtico clássico da igreja da Misericórdia onde se pode ver a figura do grande tribuno José Estevão (1809-1862), em pose oratória, numa obra de Simões de Almeida.

Siga pela rua dos Combatentes da Grande Guerra (antiga rua Direita), muito interessante pela traça dos seus edifícios e pela função de ligação que ocupa na estrutura urbana de Aveiro, até à Praça Marquês de Pombal. Aqui, veja a casa de Santa Zita, pelos excecionais azulejos, a igreja das Carmelitas e o palacete dos viscondes Almeidinha, reconstruído na década de 40 após violento incêndio.

Na Avenida Santa Joana Princesa, o Museu de Aveiro ocupa parte das dependências do Convento de Jesus, encerrando peças de excecional interesse e valor, incluindo o magnífico mausoléu da Infanta Princesa Joana. Mais adiante encontra-se a igreja de São Domingos, sede do bispado de Aveiro. Prosseguindo pela Avenida Artur Ravara encontrará o Parque do Infante D. Pedro, espaço muito arborizado e aprazível, onde poderá andar de barco no lago, passear ou visitar o Museu de Caça e Pesca. Nas imediações do Parque situa-se a Universidade de Aveiro, com edifícios projetados por alguns dos mais conceituados arquitetos portugueses contemporâneos.

Imagem cedida por Miguel Lacerda


Costa Nova

Costa Nova

Outros

Em meados do séc. XIX começou a ser uma praia de banhos muito frequentada, pela influência do tribuno e político José Estevão que aqui construiu o seu próprio palheiro, (que hoje se reconhece pelas suas riscas azuis e castanhas), onde se reuniam intelectuais e políticos, entre os quais o escritor Eça de Queiroz.

Os palheiros são construções tradicionais desta região litoral de Portugal que serviam de abrigo a colónias de pescadores, alfaias e animais utilizados no arrasto das embarcações pesqueiras para a praia.
Inicialmente eram plantados sobre estacas para evitar a acumulação das areias das dunas arrastadas pelos ventos.

Quando em finais do séc. XIX passou a ser moda "ir a banhos", os pescadores começaram a arrendar os seus palheiros na época de verão e surgiu a ideia de pintar as tábuas exteriores com cores garridas, que lembram a policromia dos barcos moliceiros que deslizam sobre as águas da Ria, dando a esta Marginal um aspeto fortemente colorido e extremamente característico.


Aveiro - Na margem esquerda do Canal Central

Aveiro - Na margem esquerda do Canal Central

Outros

Na rua João Mendonça, junto ao Canal Central alinham-se três edifícios com interessantes fachadas em Arte Nova. Por este canal onde antigamente se movimentava todo o comércio da cidade, deslizam hoje as proas coloridas dos barcos moliceiros para encantamento dos turistas.

No ângulo formado pelos canais Central e das Pirâmides, o Rossio, amplo, ajardinado, com palmeiras alinhadas lembra vagamente um espaço do Levante, com apontamentos de Arte Nova. Na interseção com o Canal de S. Roque e passando o Cais das Falcoeiras siga até ao Cais dos Mercantéis e dê um passeio pelo pitoresco bairro dos pescadores, de preferência ao princípio da manhã quando, no Mercado do Peixe se vende com grande alarido o pescado apanhado durante a noite. Nesta zona poderá ainda visitar a pequena capela de S. Gonçalinho (séc. XVIII) da veneração deste santo casamenteiro a quem os aveirenses dedicam todos os anos uma das suas festas mais animadas.

Regressando ao Canal Central terá duas opções: ou atravessar o canal para a Margem Direita, pela graciosa ponte dos Arcos, ou subir a avenida Lourenço Peixinho. Se optar por esta última alternativa, não deixe de ver a estação de Caminho-de-ferro, que remata a avenida no seu topo, um belo edifício revestido de quadros de azulejos que reproduzem motivos da região. Aconselhamos ainda a visita à igreja do Carmo (na rua do mesmo nome) e às capelas de Nossa Senhora da Alegria, e do Senhor das Barrocas, um dos monumentos mais interessantes de Aveiro, onde chegará se prosseguir pela rua Luís de Carvalho.

Imagens cedidas por Miguel Lacerda


Turismo Centro de Portugal, ERT

Turismo Centro de Portugal, ERT

Organismos e Associações

Contactos

Morada:
Rua João Mendonça, 8
3800-200 Aveiro
Telefone:
+351 234 420 760
Fax:
+351 234 428 326


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu de Aveiro

Museu de Aveiro

Museus e Palácios

O Museu de Aveiro está instalado no antigo Convento de Jesus, da Ordem Dominicana feminina, em Aveiro.
No contexto da reforma liberal, em 1874, data da morte da última religiosa, o convento dominicano de clausura é extinto e, em 1882, o edifício é entregue à Ordem Terceira Dominicana que o transforma em Colégio de Santa Joana. Com o advento da República, em 1910, o colégio é extinto e a Igreja de Jesus e área contígua, é decretada monumento de interesse nacional. Em 1911, o Museu de Aveiro é instalado no Convento de Jesus e em 1912 é criado legalmente pela Portaria de 16 de Junho.

Ao longo do séc. XX, o Museu de Aveiro foi alvo de diversas intervenções. Em 2006, iniciaram-se as suas mais recentes obras de ampliação e requalificação, co-financiadas pelo Plano Operacional da Cultura, que culminaram em 2008, com a apresentação renovada da Exposição Permanente.

Esta apresenta obras de Pintura, Escultura, Talha, Azulejo, Ourivesaria e Têxteis, dos sécs. XIV-XV ao séc. XIX, provenientes de conventos extintos de Aveiro e de outras regiões do país. Da colecção do Livro Antigo e dos Manuscritos, documentos da fundação do convento e da vida da Princesa Santa Joana, filha de D. Afonso V, figura incontornável na história do convento, onde ingressou em 1472 e morreu em 1490.
Do acervo do Museu constam ainda as colecções de Cerâmica, Vidros, Metais e a Arqueologia.
Contactos

Morada:
Avª. Santa Joana Princesa 
3810-329 Aveiro
Telefone:
+351 234 423 297 - 234 383 188
Fax:
+351 234 421 749


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela do Senhor das Barrocas - Aveiro

Capela do Senhor das Barrocas - Aveiro

Monumentos

É um dos monumentos mais interessantes de Aveiro, esta pequena capela, cuja primeira pedra foi lançada em 1722. Compõe-se de duas partes: a nave, de planta octogonal e a capela-mor, rectangular. Na parte exterior observam-se três belos portais de grande aparato ornamental dos quais, o principal, ostenta um sumptuoso remate decorativo nos seus frontões decorados com folhagem e grinaldas de pedra, trabalho de muito valor.

No interior, cada face da nave forma um arco pleno e são também arcos de pedra que sustentam a abóbada, que fecha com um belo florão de madeira entalhada. Completam a decoração dois bons retábulos de talha, que enquadram pinturas de Pedro Alexandrino e dois belos púlpitos sob dosséis.
Contactos

Morada:
Largo do Senhor das Barrocas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close