www.visitportugal.com

Live Chat

Braga

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-8.43

Coordenada Y: 

41.55

Museu de Cordofones Domingos Machado

Museu de Cordofones Domingos Machado

Museus e Palácios

Inaugurado em 1995, o Museu dos Cordofones apresenta ao público uma original e única colecção de instrumentos de cordas, pertencente ao mestre artesão Domingos Machado. A ideia de formar um museu por este artesão, surgiu durante os anos 60 depois de um contacto com o etnólogo Ernesto Veiga de Oliveira, a propósito da colaboração na recuperação de alguns instrumentos destinados ao Museu Nacional de Etnologia em Lisboa.

O património musical aqui apresentado é constituído por peças portuguesas desde a Idade Média até à actualidade, algumas já fora de circulação, recolhidas ou reconstruídas por Domingos Machado. Guitarras portuguesas, violas, banjos, bandolins e os cavaquinhos de Braga são alguns dos exemplares em exposição. Também é possível visitar a área da Oficina, onde se poderá aprender um pouco mais sobre a construção destes instrumentos.

Para além de se dedicar ao núcleo museológico, o artesão continua a desenvolver a sua actividade ajudando estudantes, coleccionadores e investigadores no estudo, construção e afinação de cordofones, sendo uma referência importante entre os músicos nacionais e estrangeiros.
Contactos

Morada:
Linhares
4705-630 Tebosa - Braga
Telefone:
+351 253 673 855


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de Santa Cruz - Braga

Igreja de Santa Cruz - Braga

Monumentos

A Igreja foi mandada construir pelo fundador da Confraria de Santa Cruz, Jerónimo Portilo, à qual foi concedido posteriormente o título de Irmandade Real pelo rei D. João VI (1816-26). A construção iniciou-se em 1625 mas só terminou em 1737 e, por isso, podemos encontrar aqui elementos arquitectónicos maneiristas e barrocos. O projecto inicial deve-se a Francisco Vaz e os custos foram pagos graças a esmolas dos devotos dos Passos do Senhor.

No interior, destaque para as abóbadas trabalhadas em pedra, para o trabalho de qualidade do orgão e dos púlpitos e para toda a decoração em talha dourada datada do séc. XVIII.

Contactos

Morada:
Rua do Anjo 
4700-305 Braga


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Santuário do Bom Jesus do Monte

Santuário do Bom Jesus do Monte

Monumentos

Para chegar ao Santuário de Bom Jesus pode ir a pé, de carro ou tomar o funicular, obra notável de engenharia do séc. XIX. Foi o primeiro a ser instalado em Portugal, em 1882, trabalhando ainda com um sistema de água para vencer um desnível de 300 metros em 3 minutos.

O projecto de Carlos Amarante (1748), privilegiou o estilo neoclássico de inspiração italiana, que integra o imponente Santuário do Bom Jesus na harmonia da paisagem do norte de Portugal.

A escadaria que leva ao topo é formada por 17 patamares decorados com fontes simbólicas, estátuas alegóricas e outra decoração barroca dedicada a várias temáticas: a Via Sacra, os Cinco Sentidos, as Virtudes, o Terreiro de Moisés e, no cimo, as oito figuras bíblicas que participaram na Condenação de Jesus. A não perder, a perspectiva ao fundo da Escadaria. Olhando para cima, as fontes trabalhadas em granito nos vários patamares destacam-se do branco formando um cálice, sobre o qual "assenta" a igreja propriamente dita.

No interior do templo, sóbrio e amplo, merecem destaque as pinturas de Pedro Alexandrino (séc. XVIII). Junto à Igreja, encontra-se o Museu da Confraria, cujo espólio é constituído por peças de arte sacra, e a Biblioteca, criada em 1918.
Contactos

Morada:
Bom Jesus do Monte - Tenões   4700 Braga
Telefone:
+351 253 676 636


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de Santa Maria Madalena de Falperra

Igreja de Santa Maria Madalena de Falperra

Monumentos

Na Serra de Falperra, podemos encontrar a Igreja de Santa Maria Madalena, construída por ordem do arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles. É um harmonioso monumento em estilo barroco, precedido por uma ampla escadaria, de acordo com a tipologia comum aos santuários mais próximos.

No interior, também ricamente decorado em estilo barroco, importa destacar o púlpito e o revestimento azulejar do séc. XVIII assinado pelo ceramista Policarpo de Oliveira Fernandes.
Contactos

Morada:
Monte da Falperra  4700 Braga
Telefone:
+351 253 683 330


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja e Convento do Pópulo - Braga

Igreja e Convento do Pópulo - Braga

Monumentos

A Igreja do Pópulo foi construída no séc. XVI por vontade do arcebispo D. Frei Agostinho de Jesus, para aí ser sepultado. Falecido em 1609, o seu corpo foi trasladado em 1628 para um túmulo de madeira mandado fazer pela cidade de Braga, colocado num arcossólio na capela-mor.

O carácter maneirista inicial da igreja foi alterado no séc. XVIII, quando se reconstruiu a fachada em estilo neoclássico segundo o risco de Carlos Amarante. O templo é consagrado à Virgem venerada na Igreja de Santa Maria do Pópulo, em Roma. O interior vale a visita pela sua riqueza decorativa, em que se destaca o revestimento azulejar a azul e branco atribuído ao ceramista Policarpo de Oliveira Bernardes (séc. XVIII).

Contactos

Morada:
Largo de Santo Agostinho
4700 Braga
Telefone:
+351 253 271 982


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Mosteiro de São Martinho de Tibães

Mosteiro de São Martinho de Tibães

Monumentos

A cerca de 6 km de Braga encontramos o Mosteiro beneditino de Tibães. Construído no local de uma antiga vila romana, chamada Tevilanis, a sua fundação deve-se a São Martinho de Dume no séc. VI, durante o reinado suevo de Teodomiro. Em 1078, o cavaleiro D. Paio Guterres da Silva decidiu reconstruir o mosteiro. Mais tarde, em 1567, tornou-se a casa-mãe da Ordem de São Bento em Portugal e no Brasil.

É no séc. XVII que se constrói o actual monumento, um dos mais grandiosos no país (com quatro claustros) e de grande riqueza decorativa, segundo o projecto de Manuel Álvares. Entre outros elementos de interesse, destaca-se o trabalho de talha dourada, os retábulos e a decoração barroca de André Soares (1750), o orgão barroco (1786) e os exemplos azulejares. Foi então uma verdadeira escola-estaleiro de artes decorativas, influenciando o desenvolvimento artístico durante os séculos XVII e XVIII em Portugal.

A grandeza do mosteiro é completada por uma mata circundante onde encontramos uma capela setecentista dedicada a São Bento.

Contactos

Morada:
Rua do Mosteiro, nº 59
4700-565 Mire de Tibães  (Braga)
Telefone:
+351 253 622 670 / 253 623 950
Fax:
+351 253 623 951


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Santuário de Nossa Senhora do Sameiro

Santuário de Nossa Senhora do Sameiro

Monumentos

O Santuário de Nossa Senhora do Sameiro é um dos locais de culto mariano mais visitados em Portugal, atraindo muitos devotos anualmente durante as peregrinações do 1º Domingo de Junho e do último domingo de Agosto.

Foi mandado construir no séc. XIX, pelo Padre Martinho da Silva, em estilo neoclássico. Artisticamente não tem muito interesse, a não ser o sacrário de prata que podemos ver no altar-mor e a imagem da padroeira, feita em Roma pelo escultor Eugénio Maccagnani e trazida para o santuário em 1880.

A visita justifica-se pelo facto de termos aqui uma das panorâmicas mais abrangentes sobre a região, pois o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro fica a 566 metros de altitude.

Imagem de Manuel Correia/Direnor
Contactos

Morada:
Monte do Sameiro  4700 Braga
Telefone:
+351 253 675 130


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela de Nossa Senhora da Torre

Capela de Nossa Senhora da Torre

Monumentos

Marcando um dos pontos de vigia medievais e uma das entradas na cidade, a Torre de Santiago ainda conserva a sua aparência medieval contrastando com a decoração rocaille que cobre a fachada Norte. Esta divide-se em dois registos: o superior é marcado pelo relógio de pedra e pela torre sineira e o inferior pelo Oratório de Nossa Senhora da Torre que aí foi introduzida no séc. XVIII.

A capela é da autoria de André Soares e a sua construção deve-se a uma ação de graças à Virgem, pela proteção do colégio durante o grande terramoto de 1755 que causou bastante destruição em todo o país.

A norte, dá para o Largo de São Paulo delimitado pelo imponente edifício do Colégio Jesuíta de Santiago, que comunicava diretamente com a Torre. Essas passagens estão atualmente entaipadas. Passando a Porta de Santiago, do lado esquerdo, encontramos a entrada nobre do Colégio e o Palácio dos Falcões.

Contactos

Morada:
Largo de São Paulo
4700 - 001 BRAGA


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de São Marcos - Braga

Igreja de São Marcos - Braga

Monumentos

O edifício do Hospital e da Igreja de São Marcos datam do séc. XVIII e foram construídos de acordo com o projecto de Carlos Amarante, arquitecto que dá nome ao largo onde estão situados. Em estilo barroco, a verticalidade da Igreja, com as suas duas torres, contrasta com a horizontalidade das dependências hospitalares que se desenvolvem simetricamente, criando um conjunto harmonioso.

Na sua decoração exterior destacam-se as estátuas dos apóstolos em tamanho natural que marcam o ritmo da balaustrada superior. A meio da fachada da Igreja, num nicho, podemos ver a imagem de São Marcos. O hospital destinava-se a assistir os pobres, peregrinos e viajantes que pernoitavam na cidade de Braga.

D. Diogo de Sousa está sepultado na capela-mor da Igreja, num túmulo de jaspe branco trabalhado em mosaico.

Contactos

Morada:
Largo Carlos Amarante
4700-308 Braga


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Castelo de Braga

Castelo de Braga

Monumentos

Enquadrada pela Praça do Castelo e pela Praça da República, esta Torre de Menagem é o que resta do antigo castelo de Braga. Em granito, com cerca de trinta metros, assinala uma das cinco torres que constituiam os pontos de vigia nas muralhas medievais.

No início do séc. XIV, D. Dinis mandou reedificar e reforçar as defesas do território, tendo a sua acção ficado assinalada aqui por um brasão de armas que ainda podemos ver na fachada a nordeste. No entanto, no caso de Braga, a empreitada seria terminada só em 1373 pelo Rei D. Fernando.

A cerca medieval era composta por cinco torres e oito portas, das quais ainda existem a Torre da Porta Nova, a Porta e Torre de Santiago e a Torre de São Sebastião. A área do castelo foi demolida nos inícios do séc. XX, depois de ter sido utilizada como cadeia.

Distante da sua função militar, actualmente a torre de menagem é utilizada como galeria de arte.

Contactos

Morada:
Rua do Castelo


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close