www.visitportugal.com

Live Chat

Braga

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-8.43

Coordenada Y: 

41.55

Percurso dos Santuários Marianos

Percurso dos Santuários Marianos

Outros

Perto de Braga podem visitar-se três grandes santuários portugueses dedicados ao culto de Maria.

A Leste da cidade, a cerca de 2,5 km, encontramos o Santuário do Bom Jesus do Monte, construção barroca envolvida por exuberante vegetação, plantada pela Confraria que tomou conta do local desde o séc. XVI.

Seguindo a mesma estrada, um pouco mais acima, fica o santuário dedicado a Nossa Senhora do Sameiro, cuja visita vale a pena sobretudo pela vista sobre a paisagem circundante.

À saída do Sameiro, a 10 km ainda pela estrada do Bom Jesus, passa-se para a Serra de Falperra, onde está a Igreja de Santa Maria Madalena, uma sumptuosa obra de arquitetura barroca.


Solenidades da Semana Santa em Braga

Solenidades da Semana Santa em Braga

Outros

Em Braga, Diocese desde o séc. III, a religião continua a ter um lugar preponderante no seio da comunidade e as cerimónias religiosas são vividas com grande intensidade, sendo a Páscoa a celebração mais exuberante. Durante a Semana Santa, a cidade é decorada com motivos alusivos à quadra e os "Passos", altares de rua, enchem-se de flores e luzes, complementando a sumptuosidade das igrejas.

De todas os rituais pascais, chamamos a atenção para a Procissão onde aparecem as figuras dos Farricocos. Os Farricocos, homens descalços, vestidos com túnicas roxas apertadas na cintura, de cabeça tapada e levando tochas suspensas, são a reminiscência da prática da reconciliação dos penitentes públicos, realizada até ao séc. XIV.

Desde o séc. XV, a Misericórdia de Braga manteve a tradição através da Procissão noturna do Senhor Ecce Homo. Na noite de 5ª Feira Santa, as luzes das casas e da cidade eram apagadas enquanto os Farricocos iluminavam as ruas com os fogaréus e iam denunciando os pecados e difamações dos habitantes. Depois permaneciam na rua enquanto a Procissão passava, lenta e silenciosa, em sinal de luto religioso.

Imagem cedida por "Roteiro Turístico de Braga" com autorização do editor A NOSSA TERRA/Diretor - Comunicação e Divulgação Regional, Lda - Braga


Museu Nogueira da Silva

Museu Nogueira da Silva

Museus e Palácios

Pintura portuguesa e estrangeira, mobiliário, porcelana, faiança, escultura, tapeçaria, azulejos e objectos de prata e marfim.
Contactos

Morada:
Avenida Central, 61 4710-228 Braga
Telefone:
+351 253 601 275
Fax:
+351 253 264 036


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu dos Biscaínhos

Museu dos Biscaínhos

Museus e Palácios

O Museu dos Biscaínhos está instalado num bonito Palácio residencial de uma família nobre (Condes de Bertiandos), que o mandou edificar no séc. XVII.

Este belo exemplar de arquitectura civil barroca, ilustra a vivência da sociedade da época numa casa senhorial e conserva a decoração original das várias dependências. Na casa, expõe-se um acervo de artes decorativas do séc. XVII e XVIII, proveniente sobretudo de doações de particulares, designadamente mobiliário e cerâmica barrocos, porcelana chinesa, vidraria europeia, prataria civil, têxteis, e ainda pintura portuguesa e europeia. Os jardins, inspirados nos jardins franceses setecentistas, são um dos mais bem conservados e completos da época barroca.

Contactos

Morada:
Rua dos Biscaínhos
4700-415 Braga
Telefone:
+351 253 204 650
Fax:
+351 253 204 658


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu Pio XII

Museu Pio XII

Museus e Palácios

Instalado no Seminário de Santiago, o Museu Pio XII dispõe de um vasto espólio nas áreas da escultura, lítica, numismática, cerâmica, têxtil, ourivesaria e pintura, possuindo uma parte representativa da obra do pintor Henrique Medina, um dos grandes retratistas do século XX, num total de 50 quadros e 20 desenhos.

O Museu Pio XII integra a Torre Medieval, onde, ao longo de cinco pisos se narra a história da cidade de Braga. O 1º piso ilustra o período que vai dos brácaros à reconquista; no 2º piso contempla-se a Braga medieval; o 3º piso coloca-nos no renascimento – Braga a dilatar-se por belas praças; o embelezamento desses novos espaços (obra dos arquitectos André Soares e Carlos Amarante) é narrado no 4º piso; o último põe-nos em contacto com a Braga actual. Para completar a visita, vale a pena subir ao cimo da Torre e apreciar ao vivo o magnífico panorama sobre a cidade, identificando os vários núcleos urbanos.
Contactos

Morada:
Largo de Santiago 47 4700-532 Braga
Telefone:
+351 253 200 130
Fax:
+351 253 200 131


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu do Tesouro da Sé

Museu do Tesouro da Sé

Museus e Palácios

A iniciativa de criar um museu de Arte Sacra deve-se ao arcebispo D. Manuel Vieira de Matos, em 1930, tendo sido instalado na antiga casa do Cabido, construída no séc. XVIII pelo arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles.

A valiosa colecção do museu inclui peças de cerâmica, mobiliário, ourivesaria e têxteis. De entre as numerosas peças, destacam-se um orgão portátil do séc. XVII, adquirido pelo arcebispo D. Luis de Sousa, as peças de paramentaria do séc. XVI, oferecidas pelo rei D. Manuel ao arcebispo D. Diogo de Sousa, e uma custódia do séc. XVIII em prata dourada, com 450 diamantes.
Contactos

Morada:
Rua D. Paio Mendes 4700-427 Braga
Telefone:
+351 253 263 317
Fax:
+351 253 263 731


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Palácio do Raio

Palácio do Raio

Museus e Palácios

Construído durante o reinado de D. João V (1706-50), é um óptimo exemplo de arquitectura civil barroca, da autoria de André Soares. Foi mandado construir por José Duarte de Faria, um cavaleiro da Ordem de Cristo que era também um comerciante muito poderoso na cidade. Em 1834, foi adquirido por Miguel José Raio, Visconde de São Lázaro, que terá inspirado o nome de Casa ou Palácio do Raio.

A nível decorativo destaca-se, na fachada coberta de azulejos, uma sumptuosa balaustrada, marcada por fogaréus e ânforas, e os trabalhos em ferro forjado e granito lavrado das varandas. De notar ainda a escadaria no interior.
Contactos

Morada:
Rua do Raio 4700 Braga


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu D. Diogo de Sousa

Museu D. Diogo de Sousa

Museus e Palácios

Criado em 1918 e revitalizado em 1980, o Museu D. Diogo de Sousa é um museu de arqueologia, aberto ao público desde Junho de 2007 num edifício construído de raiz. As suas coleções são fundamentalmente constituídas por espólio resultante da investigação arqueológica que tem vindo a ser realizada na região Norte, em especial na cidade de Braga. O seu acervo abrange um vasto período cronológico e cultural, compreendido entre o Paleolítico e a Idade Média. 

A exposição permanente está organizada em torno de quatro grandes núcleos. O primeiro abarca o Paleolítico, Mesolítico, Neolítico, Calcolítico, Idade do Bronze e a Idade do Ferro. Sob o ponto de vista geográfico, a área de proveniência destas coleções abarca a região do Minho. Nas outras salas, as coleções provêm de Bracara Augusta e do território em seu redor.

Na segunda sala podem observar-se elementos que ilustram a integração da cidade do Império Romano e o desenvolvimento de atividades locais: cerâmica, metal e vidro. Na terceira sala pode tomar-se contacto com a informação alusiva ao urbanismo, espaço público e doméstico romano. Na última sala, para além de um conjunto de miliários romanos provenientes das vias pode observar-se o espólio de necrópoles. Alguns achados associados à religiosidade, no período romano e paleocristão, encerram a exposição permanente.

A cave do Bloco de serviços conserva vestígios de uma habitação, "in situ", da época romana, com um mosaico. 

O nome atribuído ao Museu é uma homenagem à acção empreendedora do arcebispo D. Diogo de Sousa que desde o início da sua jurisdição, em 1512, muito fez pelo enriquecimento da cidade e melhoramento das suas infraestruturas.

Contactos

Morada:
Rua dos Bombeiros Voluntários
4700-025 Braga
Telefone:
+351 253 273 706 / 253 615 844
Fax:
+351 253 612 366


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu da Imagem

Museu da Imagem

Museus e Palácios

Instalado na Torre da Porta Nova, uma das entradas na muralha medieval, o Museu da Imagem foi criado em 1999 por iniciativa da Câmara Municipal.

Completamente dedicado à arte fotográfica, o ponto de partida foi a conservação e divulgação do arquivo de uma antiga casa de fotografia de Braga, a "Foto Aliança", mas rapidamente o projecto ganhou expressão com a apresentação da história visual da cidade ao longo do tempo.

As actividades museológicas são dinamizadas pela realização de debates e seminários que procuram reflectir sobre o contributo desta arte na cena cultural e sobre a sua evolução estética.

Para o investigador ou para o estudante curioso, este Museu pretende ser uma referência na documentação iconográfica sobre a região bracarense, organizada de forma sistemática e científica com o auxílio das novas tecnologias de informação.

Para além das exposições itinerantes, o Museu da Imagem disponibiliza uma biblioteca especializada.
Contactos

Morada:
Campo das Hortas, 35-37 (Largo da Porta Nova)  4700-210 Braga
Telefone:
+351 253 278 633


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Museu de Cordofones Domingos Machado

Museu de Cordofones Domingos Machado

Museus e Palácios

Inaugurado em 1995, o Museu dos Cordofones apresenta ao público uma original e única colecção de instrumentos de cordas, pertencente ao mestre artesão Domingos Machado. A ideia de formar um museu por este artesão, surgiu durante os anos 60 depois de um contacto com o etnólogo Ernesto Veiga de Oliveira, a propósito da colaboração na recuperação de alguns instrumentos destinados ao Museu Nacional de Etnologia em Lisboa.

O património musical aqui apresentado é constituído por peças portuguesas desde a Idade Média até à actualidade, algumas já fora de circulação, recolhidas ou reconstruídas por Domingos Machado. Guitarras portuguesas, violas, banjos, bandolins e os cavaquinhos de Braga são alguns dos exemplares em exposição. Também é possível visitar a área da Oficina, onde se poderá aprender um pouco mais sobre a construção destes instrumentos.

Para além de se dedicar ao núcleo museológico, o artesão continua a desenvolver a sua actividade ajudando estudantes, coleccionadores e investigadores no estudo, construção e afinação de cordofones, sendo uma referência importante entre os músicos nacionais e estrangeiros.
Contactos

Morada:
Linhares
4705-630 Tebosa - Braga
Telefone:
+351 253 673 855


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close