www.visitportugal.com

Live Chat

Castelo Branco

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-7.49

Coordenada Y: 

39.82

Castelo Branco

Castelo Branco

Localidades

Foi no monte da Cardosa, ocupado por colonos romanos, que Castelo Branco teve a sua origem, com o nome de Albi Castrum. Em 1214, D. Afonso II doou esta parte do território à Ordem dos Cavaleiros do Templo, encarregando-os do seu povoamento e defesa, para o que construíram o castelo, o núcleo da nova localidade que se desenvolveria lentamente. Em 1285, D. Dinis e a rainha Santa Isabel aqui pernoitaram enquanto visitavam a região, com o objectivo de conhecer e alargar as fortificações raianas.

Em 1510 D. Manuel concedeu Foral Novo a Castelo Branco, estando o documento original guardado na Câmara Municipal. A Misericórdia foi fundada e algumas ordens religiosas estabeleceram-se, destacando-se a acção dos Frades Agostinhos, no Convento da Graça, e dos Frades Capuchos, instalados no Convento de Santo António.

Em 1535, D. João III concede-lhe o título de "Vila Notável" e no final do século, o bispo da Guarda, D. Nuno de Noronha, edifica o Paço Episcopal, destinada a residência de Inverno dos prelados. O Paço manter-se-á como um dos limites do perímetro urbano e como o ex-libris da cidade até aos nossos dias. Actualmente é o importante Museu Francisco Tavares Proença Júnior, onde se guarda a história das tradicionais Colchas de seda de Castelo Branco.

Em 1771, D. José I reconheceu o desenvolvimento comercial e a importância desta localidade quando criou a diocese de Castelo Branco, elevando-a a cidade e adoptando a Igreja de São Miguel como Sé, centro de uma nova área urbana marcada por uma burguesia emergente que aqui construirá os seus palácios e solares.

Depois de um período conturbado pelas Invasões Francesas, que aqui tiveram um dos seus palcos de batalha, a inauguração da linha de caminho de ferro em finais do séc. XIX transformará Castelo Branco num centro industrial importante para o desenvolvimento regional, sobretudo na área dos têxteis, tradição que soube manter até hoje.

Castelo Branco vê-se facilmente num dia, valendo a pena trepar pelas ruas íngremes até ao recinto do Castelo para abarcar o vasto horizonte da paisagem em redor.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Discoteca Repvblica

Discoteca Repvblica

Bares e Discotecas

Contactos

Morada:
Quinta Ribeiro d'Ega 6000 - 001 Castelo Branco
Telefone:
+351 272 329 789; 96 678 82 66


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Discoteca Alternativa

Discoteca Alternativa

Bares e Discotecas

Discoteca muito divertida e com noites bem variadas. Às terças é a Noite do Rock, às quartas a noite é dedicada aos estudantes, com as Noites Académicas. Nas quintas é a vez da Ladies Night.
Contactos

Morada:
Quelha do Barrocal - Castelo Branco 6000 - 128 Castelo Branco
Telefone:
+351 272 326 047


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

H. F. G. - Viagens e Turismo, Lda.

H. F. G. - Viagens e Turismo, Lda.

Agências de Viagem

O seu sonho começa aqui!
Contactos

Morada:
Av. General Humberto Delgado, 78-80 Edifício São Cristóvão R/ch Loja A 6000-081 Castelo Branco
Telefone:
+351 272 321 098
Fax:
+351 272 321 099


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Abreu / Castelo Branco

Abreu / Castelo Branco

Agências de Viagem

Contactos

Morada:
Av. Nuno Álvares, 8-M 6000-083 Castelo Branco
Telefone:
+351 272 348 530
Fax:
+351 272 348 539


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Empresa Martins - Agência de Viagens e Turismo

Empresa Martins - Agência de Viagens e Turismo

Agências de Viagem

Contactos

Morada:
Largo do Saibreiro, 14 6001-909 Castelo Branco
Telefone:
+351 272 341 001
Fax:
+351 272 346 917


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Geoparque Naturtejo

Não deixe de…
  • seguir os geotrails e admirar os icnofósseis de Penha Garcia e as Portas de Ródão
  • tentar distinguir as 154 espécies de aves que procuram esta região
  • fazer um passeio de barco no Rio Tejo
  • experimentar um tratamento de bem-estar nas termas de Monfortinho
  • trazer enchidos, queijos, mel e azeite comprados diretamente ao produtor

No interior do país, onde o Rio Tejo passa a ser português, encontra-se um território preservado em que as populações vivem ao ritmo da natureza e parecem ter todo o tempo do mundo para partilhar com os outros as suas histórias e saberes.

É aqui que se situa o Geopark Naturtejo da Meseta Meridional, que abrange os concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila Velha de Rodão. Nesta área encontram-se 16 geomonumentos de importância reconhecida pela UNESCO, como as imponentes Portas de Ródão, que comprimem o percurso do maior rio da Península Ibérica, ou os icnofósseis de Penha Garcia, cujas formações curiosas nos surpreendem.

Mas há muito mais para conhecer nestas terras onde se integra o Parque Natural do Tejo Internacional. Ao chegar sentimos logo os cheiros a pinheiro, rosmaninho e alecrim que se desprendem da vegetação, ondem se escondem coelhos, veados e raposas que desaparecem num ápice ao notarem a nossa presença.

Com mais atenção conseguimos descobrir os abelharucos coloridos pousados nos ramos das árvores, ou os rouxinóis e as poupas que cantam ao desafio. As cegonhas negras voam mais alto e vêm passar uma temporada entre fevereiro e agosto. Já as águias imperiais e os abutres vivem em colónias e gostam de poisar nas fragas dos rios, de onde têm a melhor vista sobre a paisagem. O Geoparque organiza percursos para observação de aves em que podemos apreciar toda esta diversidade - são cerca de 154 as espécies que frequentam estas paragens!


Passeio em Castelo Branco

Não deixe de…
  • passear nos Jardins do Paço episcopal
  • admirar as colchas de Castelo Branco
  • subir ao castelo e admirar a vista

Nem demasiado grande, nem muito pequena, Castelo Branco é uma cidade à medida humana que vale a pena conhecer. Damos algumas sugestões, mas a descoberta deve ser feita ao ritmo de cada um, espreitando cantos e recantos, nem sempre conhecidos dos turistas.

A visita tem início na (ou Igreja de São Miguel) e prossegue no Museu Francisco Tavares Proença Júnior. É aqui que podemos admirar as colchas de Castelo Branco em linho bordado à mão a fio de seda de várias cores que provam a habilidade das artesãs da região.

O Museu está instalado no edifício do antigo Paço Episcopal cujos Jardins são o ex-libris da cidade. De traçado barroco, combinam fontes, lagos e cascatas, mas são sobretudo conhecidos pelas estátuas dos reis de Portugal que ornamentam as escadarias. E ao olharmos com mais atenção reparamos que três têm dimensões menores que as restantes… são as que representam os reis espanhóis que governaram o país entre 1580 e 1640. Uma forma irónica de afirmar a nossa independência!

Do outro lado da rua, a antiga horta do Palácio deu origem ao Parque da Cidade, espaço de lazer que para além de fontes e espelhos de água, conserva canteiros de produtos hortícolas e ervas aromáticas a lembrar a sua antiga função. Bem perto fica o Museu de Arte Sacra instalado no Convento da Graça, outra visita a não perder.


Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close