www.visitportugal.com

Coimbra

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-8.43

Coordenada Y: 

40.21

Torre da Universidade de Coimbra

Torre da Universidade de Coimbra

Monumentos

Data do ano de 1728. Considerada o ex-libris da cidade, a torre com 34 metros de altura, está ricamente decorada e é composta por vários corpos sobrepostos, no penúltimo dos quais se abrem largas ventanas que deixam ver os pesados sinos.

O andar superior em cuja parede se encontra o relógio, tem no topo um pátio miradouro. O acesso aos diversos pisos faz-se através de uma estreita escada circular.
Contactos

Morada:
Universidade de Coimbra - Largo da Porta Férrea  3000 Coimbra


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de Santiago - Coimbra

Igreja de Santiago - Coimbra

Monumentos

A sua sagração está documentada no ano de 1206, mas uma tradição situa-a no tempo de Fernando Magno de Leão que, ao retomar Coimbra aos mouros em 1064, terá fundado neste mesmo lugar um templo dedicado ao Apóstolo Santiago. A data provável da sua reconstrução situa-se entre 1139 e 1183, durante a campanha da Reconquista Cristã, sendo, na sua imponência e robustez, um bom exemplo do românico do seu tempo.

No séc. XVI o templo recebeu obras no interior, sendo então construída uma capela em gótico flamejante (do lado esquerdo), que constitui um dos poucos exemplos deste estilo em Coimbra.

No séc. XVIII, as colunas no interior em três naves foram revestidas com novas cantarias, o que lhes retirou a primitiva pureza românica. É da mesma época o retábulo da capela-mor, de talha dourada e marmoreados de grande qualidade, em estilo rococó.

Lembre-se que foi neste local onde agora se encontra, que D. Pedro, Duque de Coimbra e o conde de Avranches fizeram o juramento de não sobreviver um ao outro na batalha que iam travar, contra o sobrinho de D. Pedro, o rei D. Afonso V. De facto, ambos morreram com valentia no campo de batalha, junto ao rio Alfarrobeira, em 20 de Maio de 1449.

No exterior, detenha-se um pouco para observar os portais, exemplo maior do românico de Coimbra. As colunas percorridas por interessantes motivos decorativos e ornatos caprichosos, terminando em capitéis ornados com interessantes figuras e quimeras traduzem o imaginário do artista medievo que as realizou.

Contactos

Morada:
Praça do Comércio 
3000 Coimbra


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela de São Miguel - Coimbra

Capela de São Miguel - Coimbra

Monumentos

A pequena mas encantadora Capela de São Miguel foi construída em 1517, para substituir um antigo oratório privado medieval. O projecto pertenceu a Marcos Pires, autor do portal lateral manuelino de feição naturalista, que faleceu em 1521 antes do fim da obra, terminada por Diogo de Castilho. A entrada é feita por um portal neoclássico de José de Carvalho elaborado em 1780.

No interior, as paredes do coro alto e da tribuna apresentam painéis de azulejos de fabrico coimbrão do séc. XVIII de influência holandesa. Na nave, o revestimento azulejar são do séc. XVII de oficina lisboeta. Na capela-mor, o retábulo maneirista projectado em 1605 por Bernardo Coelho e executado por Simão da Mota inclui telas da autoria de Simão e Domingos Veríssimo Serrão. De notar também o orgão barroco de 1733, decorado com "chinoiseries", desenhos de influência oriental.
Contactos

Morada:
Universidade de Coimbra - Largo da Porta Férrea  3004-531 Coimbra
Telefone:
+351 239 410 980


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

Mosteiro de Santa Clara-a-Nova

Monumentos

O Mosteiro de Santa Clara a Nova foi construído em 1649 na mrgem esquerda do Rio Mondego, destinado a acolher as Clarissas do Convento de Santa Clara a Nova, de acordo com o plano do engenheiro-mor do reino e professor da Universidade de Coimbra, Frei João Torriano.

Em 1677, numa grande procissão a partir do antigo Convento, fes-ze a trasladação do corpo da Rainha Santa Isabel, tendo sido colocado num túmulo de prata no altar-mor.

A Igreja, por sua vez, foi construída pelo arquitecto Mateus do Couto. Na grande ábside que forma a cabeceira, encontra-se a estátua policroma de Santa Isabel, da autoria de Teixeira Lopes (séc. XIX).

De notar a talha dourada barroca e as telas alusivas à vida da Rainha Santa, do séc. XVIII. Dois belos túmulos góticos da Oficina de Coimbra guardam os restos mortais da Infanta D. Isabel, filha do rei D. Afonso IV, e a filha do regente e Duque de Coimbra D. Pedro.

De referir ainda as alfaias de prata, o cadeiral com 78 cadeiras, da primeira metade do séc. XVIII e os retábulos vindos de Santa Clara a Velha, de talha e pinturas maneiristas.

No claustro barroco, riscado pelo arquitecto Carlos Mardel, está instalado o Museu Militar.
Contactos

Morada:
Alto de Santa Clara 3040-902 Coimbra
Telefone:
+351 239 441 674


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Mosteiro de Santa Cruz - Coimbra

Mosteiro de Santa Cruz - Coimbra

Monumentos

Situado nas margens do Mondego, o Mosteiro de Santa Cruz é um dos mais antigos e importantes monumentos de Coimbra, fundado em 1131 pelos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho. D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, vinha aqui assistir aos ofícios religiosos quando regressava das suas batalhas de Reconquista Cristã. Talvez por isso o escolheu para seu repouso eterno, assim como de seu filho, D. Sancho I.

Santa Cruz foi berço dos primeiros estudos medievais em Portugal, que iriam fortalecer o poder real emergente através da sua acção educativa. Foi dentro das suas paredes que uma das figuras mais universais da cultura ocidental dos séculos XII/XIII, Santo António, Doutor da Igreja, aprofundou os seus estudos teológicos e o vasto conhecimento das Sagradas Escrituras patente nos seus sermões.

A igreja, o claustro e as capelas foram reconstruídos no séc. XVI, de acordo com um plano de Diogo de Boitaca, tornando-se uma das mais belas obras do Renascimento artístico português.

Conserva ainda, apesar dos estragos provocados pelo Homem e pelo tempo, pormenores magníficos: a fachada, o púlpito e os túmulos dos reis, o claustro do silêncio, os baixos-relevos do claustro e os quadros da sacristia.

Contactos

Morada:
Praça 8 de Maio 
3000-300 Coimbra
Telefone:
+351 239 851 090
Fax:
+351 239 829 787


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Sé Nova de Coimbra

Sé Nova de Coimbra

Monumentos

A construção deste templo teve início em 1598 pela Companhia de Jesus, cujo Colégio ocupou o local até 1759, altura em que a Companhia foi extinta pelo Marquês de Pombal, interessado em diminuir o seu poder económico e influência nos assuntos de Estado. É sede de Bispado desde 1772.

Na segunda metade do séc. XIX, o bispo D. Manuel de Bastos Pina efectuou uma campanha de obras. A Sé Nova segue os cânones arquitectónicos jesuítas, com exterior sóbrio e austero, apresentando uma grande unidade espacial e rigor planimátrico. É um edifício monumental e elegante mas funcional.

No interior, destacam-se os altares de talha dourada das capelas laterais e o retábulo-mor, em estilo barroco do séc. XVII. Este é composto por vários nichos onde se guardam as imagens dos Santos Jesuítas (Início de Loyola, Francisco de Borja, Francisco Xavier e Estanislau Kostka) e uma grande tela representando o Presépio. Na cabeceira encontra-se um cadeiral do séc. XVII, feito com madeiras exóticas, proveniente da Sé Velha e mandado executar pelo bispo D. João de Melo. As capelas laterais são dedicadas a Nossa Senhora das Neves, São Tomás de Vilanova e ao Santíssimo Sacramento, do lado direito, e a Santo António, Ressurreição e Santo Inácio, do lado esquerdo.

Contactos

Morada:
Antigo Largo da Feira 
3000-213 Coimbra
Telefone:
+351 239 823 138


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Universidade de Coimbra

Universidade de Coimbra

Monumentos

Centro de saber por excelência, a Universidade de Coimbra fundada em 1290 é uma das mais antigas da Europa e foi classificada Património Mundial, juntamente com a Alta da cidade e a Rua da Sofia.

Fundada em 1290 por D. Dinis, com o nome de "Estudos Gerais", transitou entre Lisboa e Coimbra ao longo de vários reinados até que foi definitivamente estabelecida nesta cidade em 1537, por iniciativa de D. João III. Desde então ocupa o mesmo edifício, antigo Paço Real medieval, adquirido pela instituição em 1597 a Filipe II de Espanha que então governava o país.

Aqui estudava-se teologia, medicina e leis até ao séc. XVIII, altura em que o Marquês de Pombal alterou o ensino introduzindo outras disciplinas. Actualmente compreende sete faculdades - Letras, Direito, Medicina, Ciências e Tecnologia, Farmácia, Economia e Psicologia e Ciências da Educação.

Privilegiadamente situada no alto da cidade, com vista sobre o Rio Mondego, a Universidade é um edifício complexo, desenvolvido em torno de um pátio central onde se destacam alguns elementos pelo seu interesse artístico e simbolismo. A entrada é feita pela Porta Férrea, obra nobre maneirista (1634), onde se podem ver as imagens dos reis mecenas, D. Dinis e D. João III.

Do lado direito, ao centro, a Via Latina, uma colunata maneirista edificada no séc. XVIII indica a velha "língua oficial" dentro deste espaço, o latim. Com entrada pela arcada, a Sala Grande dos Actos, e ao canto a famosa Torre. Construída em 1728 é vista de toda a cidade e seu ex-libris. Tem quatro sinos, antigos reguladores da rotina académica e da cidade, que os alunos apelidaram carinhosamente de "Cabra". Do lado Oeste, encontramos a Sala dos Exames Privados, a Capela de São Miguel, o Museu de Arte Sacra e a valiosa Biblioteca Joanina. Do lado esquerdo da Porta Férrea, fica o Colégio de São Pedro.

Contactos

Morada:
Paço das Escolas  3004-531 Coimbra
Telefone:
+351 239 859 800
Fax:
+351 239 825 841


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de São Salvador - Coimbra

Igreja de São Salvador - Coimbra

Monumentos

Integrada no património românico de Coimbra, a sua fundação é anterior a 1064. Em 1175 Estevão Martins, homem-bom, manda remodelar a igreja, acto assinalado por uma inscrição que se pode ler no portal. É então ampliado o claustro e acrescentada a colegiada. O edifício actual mantém as características românicas na planta, no portal principal e nas colunas e capitéis do interior, decorados com animais fantásticos e figuras geométricas.

No séc. XVI, grandes obras foram efectuadas no interior, dividido em três naves. Duas capelas colaterais tumulares são acrescentadas, uma instituída por D. Guiomar, tia do poeta Sá de Miranda (1481-1558), e outra dedicada a São Marcos. Esta última merece atenção especial por ser obra do escultor João de Ruão seguindo uma linguagem renascentista coimbrã de grande qualidade. Do lado Sul podemos ver a capela da família Barros, com uma interessante abóbada manuelina.

No séc. XVII, a fachada da colegiada é reformada e a Capela de D. Guiomar é revestida a azulejos historiados, talha dourada e pinturas, uma combinação característica do barroco português.

Durante o séc. XVIII, uma remodelação modifica a igreja, substituindo a ábside românica por uma nova cabeceira, onde se coloca um retábulo em estilo rococó. Reveste-se ainda toda a igreja com azulejos historiados azuis e brancos dedicados ao tema do Salvador do Mundo.
Contactos

Morada:
Largo de São Salvador  3000-372 Coimbra


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Mosteiro de Celas

Mosteiro de Celas

Monumentos

Mosteiro Cisterciense fundado no séc. XIII por D. Sancho. Foi alterado nos sécs. XVI e XVIII. De realçar o claustro, românico-gótico, de colunas geminadas e capitéis decorados e historiados.
Contactos

Morada:
Largo de Celas 3000-001 Coimbra
Telefone:
23971393


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Coimbra

Coimbra

Localidades

Em tempos longínquos o local foi ocupado pelos Celtas mas foi a romanização que transformou esta região culturalmente. A sua presença permanece nos vários vestígios arqueológicos guardados no Museu Nacional Machado de Castro, construído sobre o criptopórtico da Civita Aeminium, o forum da cidade romana. Depois vieram os visigodos entre 586 e 640, alterando o nome da localidade para Emínio. Em 711, passa a ser uma cidade mourisca e moçarabe. Em 1064 é conquistada pelo cristão Fernando Magno e governada pelo moçarabe Sesnando.

A cidade mais importante ao Sul do Rio Douro, é durante algum tempo residência do Conde D. Henrique e D. Teresa, pais do primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, que aqui nasceu. Por sua mão é integrada em território português em 1131. Datam desse tempo, em que Coimbra foi capital do reino, alguns dos monumentos mais importantes da cidade: a Sé Velha e as igrejas de São Tiago, São Salvador e Santa Cruz, em representação da autoridade religiosa e das várias ordens que aqui se estabeleceram.

Foi em Coimbra que aconteceu o amor proibido de D. Pedro I (1357-67) e da dama de corte D. Inês, executada por ordem do rei D. Afonso IV, que viu nesse romance o perigo de uma subjugação a Castela. Inspirando poetas e escritores, a sua história continua a fazer parte do património da cidade.

Durante o Renascimento, Coimbra transformou-se num lugar de conhecimento, quando D. João III (1521-57) decidiu mudar definitivamente a Universidade para a cidade, ao mesmo tempo que se criavam inúmeros colégios em alternativa ao ensino oficial.

No séc. XVII os jesuítas chegaram à cidade, marcando a sua presença com a construção da Sé Nova. No século seguinte, a obra régia de D. João V (1706-50) enriquecerá alguns dos monumentos de Coimbra e sobretudo a Universidade e o reinado de D. José I (1750-77) fará algumas transformações pela mão do Marquês de Pombal, sobretudo no ensino.

No início do séc. XIX as Invasões Francesas e as guerras liberais portuguesas iniciarão um período conturbado, sem grandes desenvolvimentos para a cidade. Desde então foram os estudantes que a recuperaram e transformaram na cidade universitária por excelência em Portugal.

Vários percursos são possíveis para conhecer todo o património existente em Coimbra. Seguindo o plano da cidade até ao séc. XIX, sugerimos que comece com dois passeios, um pela Alta e outro pela Baixa de Coimbra.




Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização e Tratamento de Dados Pessoais

close