www.visitportugal.com

Live Chat

Elvas

Galeria Videos: 

Tab Genérica: 

Coordenada X: 

-7.16

Coordenada Y: 

38.88

Muralhas e Obras Anexas da Praça de Elvas

Muralhas e Obras Anexas da Praça de Elvas

Monumentos

A Praça de Elvas tem a forma de um polígono irregular, com doze frentes, sete baluartes e quatro meios-baluartes. A Torre de Menagem, eleva-se sobre a encosta. Do sistema defensivo da Praça Forte fazem parte os Fortes de Sta. Luzia e da Graça.
Contactos

Morada:
Á volta da cidade de Elvas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Forte de Nossa Senhora da Graça ou de Lippe

Forte de Nossa Senhora da Graça ou de Lippe

Monumentos

O Forte de Nossa Senhora da Graça fica situado a pouco mais de um quilómetro ao norte da praça-forte de Elvas, no vértice de imponente monte rochoso. É uma verdadeira obra-prima da arquitectura militar europeia do século XVIII.
Contactos

Morada:
Monte Sª da Graça-numa colina a 3 km. de Elvas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de São Pedro - Elvas

Igreja de São Pedro - Elvas

Monumentos

Igreja românico-gótica do séc. XII, alterada no séc. XVII e XVIII em estilo barroco.
Contactos

Morada:
Rua de São Pedro 7350-001 Elvas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja das Domínicas- Elvas

Igreja das Domínicas- Elvas

Monumentos

Igreja do séc. XVI / XVII em estilo renascentista.
Contactos

Morada:
Largo das Freiras-Antigo Convento das Freiras de S. Domingos 7350-001 Elvas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Elvas

Elvas

Localidades

Quem chega pela estrada de Estremoz a Elvas é de imediato recebido pelo Aqueduto da Amoreira, um ex-libris da cidade. Esta calma cidade é conhecida pelo papel defensivo que teve ao longo da história.

Numa posição geográfica estratégica, próxima da fronteira com Espanha, foi sendo construída dentro de muralhas, num sistema defensivo complexo. A muralha inicial do séc. XIV (reinado de D. Fernando 1367-83) foi reforçada no séc. XVII. A cidade muralhada, em conjunto com o Forte de Sta Luzia e o Forte da Graça, forma uma linha de defesa que foi extremamente importante durante a Guerra da Restauração (1640).

Com interesse na área defensiva, podem-se ainda ver pequenas fortificações construídas no início do séc. XIX, entre 1810 e 1812, durante as Invasões Francesas. São eles: o Fortim de São Pedro, o Fortim de São Mamede, o Fortim da Piedade e o Fortim de São Francisco.

Actualmente Elvas é uma cidade que aposta no Turismo no Espaço Rural, na pesca desportiva de água doce e no Turismo Cinegético, de forma a tirar grande proveito dos recursos naturais da região. A nível económico, os cereais, a azeitona e os frutos secos (sobretudo as ameixas) continuam a ser os produtos de referência.

Em 2012, a Praça Forte de Elvas foi classificada Património Mundial pela UNESCO.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Anta do Olival de Monte Velho

Anta do Olival de Monte Velho

Arqueologia

Um dos esteios encontra-se partido ao meio, estando a metade superior tombada no interior da câmara.
Contactos

Morada:
Herdade da Fontalva Elvas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Moriano - Viagens e Turismo, Lda.

Moriano - Viagens e Turismo, Lda.

Agências de Viagem

Contactos

Morada:
Largo do Colégio, 4 7350 - 018 Elvas
Telefone:
+351 268 622 567
Fax:
+351 268 620 989


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Visitar Elvas

Não deixe de…
  • Visitar Elvas durante a Feira de São Mateus, em Setembro
  • Provar sericaia com ameixas de Elvas

Perto da linha de fronteira, Elvas lutou para manter a independência de Portugal e a sua história. E assim se tornou um exemplo para toda a humanidade.

Somos recebidos na cidade por um grandioso Aqueduto com 7 km e 843 arcos, construído pelo mesmo autor da Torre de Belém, em Lisboa, o arquiteto Francisco de Arruda. O tamanho e os números impressionam tanto como o que vamos descobrir mais à frente. Afinal de contas, entramos na maior fortificação abaluartada do mundo, cujas estruturas defensivas em forma de estrela e com um perímetro de cerca de 10 km são um testemunho único da evolução da estratégia militar até ao século XIX. Foram muito importantes nas lutas com Espanha pela Independência de Portugal, em meados do séc. XVII, e serviram de base ao General Wellington, durante as Guerras Napoleónicas, no início do séc. XIX.

As fortificações de Elvas são hoje Património Mundial. O preservado conjunto militar é formado pelas muralhas islâmicas e medievais e pela cintura de muralhas do séc. XVII influenciada pelo estilo holandês de Cosmander, para além do Forte de Santa Luzia (séc. XVII), do Forte da Graça (séc. XVIII) e de 3 fortins do séc. XIX – São MamedeSão Pedro e São Domingos. Se fossemos pássaros, veríamos o surpreendente desenho destas estruturas no terreno que agora apenas nos é possível entender nas fotografias aéreas ou adivinhar quando visitamos os monumentos e apreciamos a paisagem em redor.

No coração de Elvas, a zona do Castelo é a parte mais antiga da cidade. Daí até à Praça da República, onde fica a antiga Sé, agora Igreja de Nossa senhora da Assunção, passamos pela Igreja das Domínicas, com uma original planta octogonal, pelo pelourinho manuelino e pela Torre Fernandina. Nestas ruas é fácil identificarmos os arcos que marcam as antigas entradas nas muralhas.


Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close