www.visitportugal.com

Live Chat

Restaurantes e Cafés

Representa POIs do Tipo Restaurantes e Cafes

Regata

Regata

Restaurantes e Cafés

Na estrada principal de Alpalhão, junto do passeio, vê-se um letreiro que assinala a presença do restaurante Regata, num prédio ligeiramente recuado, convidando a entrar na sala ampla com lareira, chão de tijoleira, lambris e painéis de azulejo com elementos evocativos do património local, atoalhados de pano, bons copos, ambiente aconchegante e familiar. O restaurante pertence ao casal Irene e João Junceiro, ela responsável pela cozinha e autora das sobremesas, ele encarregado da sala, contando com a ajuda do filho Miguel, ora num lado, ora no outro, e de uma equipa de profissionais competentes. 

A cozinha é genuinamente portuguesa e regional, e dá grande relevo aos produtos locais, conforme se vê na longa ementa em que se destacam: nas entradas, os enchidos locais, a entremeada frita (é habitual servir entremeada, linguiça, farinheira e cacholeira, um pouco de cada) e o Queijo de Nisa DOP; nos pratos de peixe, o cação de coentrada com pão alentejano frito e achigã grelhado com molho de coentros; nos pratos de carne, o arroz de cachola com carne de porco frita (prato típico de Alpalhão, o arroz leva fígado, sangue, coração e bofe de porco), as migas de pão e batata com carne de porco (outro prato típico), o ensopado de borrego da região e a perna de borrego assada (sábado e domingo); nas sobremesas, a primeira sugestão junta o conventual e o regional com sopa dourada e Queijo de Nisa DOP, seguindo-se a sericaia com Ameixa d’Elvas DOP, o tecolameco e outros doces caseiros. Garrafeira predominantemente alentejana. Serviço eficiente e simpático. 

 

Contactos

Morada:
Estrada das Amoreiras, nº 6, 6050-016 Alpalhão
Telefone:
+351 245 742 162 / +351 966 473 984


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Restaurante da Pousada Convento de Vila Viçosa

Restaurante da Pousada Convento de Vila Viçosa

Restaurantes e Cafés

O restaurante da Pousada Convento de Vila Viçosa, instalada no antigo Convento Real das Chagas de Cristo, mandado edificar por D. Jaime, no século XVI, é hoje uma ode aos sabores típicos da cozinha alentejana. A sala de refeições, onde antes funcionava o refeitório das religiosas, é muito acolhedora, tem o piso provavelmente ainda na tijoleira original, tetos abobados, com frisos num tom de ocre também partilhado pelas cadeiras. Clássica e intemporal, tal como a carta proposta, que inicia com as irrecusáveis sopa de grão com bacalhau ou sopa de tomate com enchidos e ovo escalfado. Seguem-se nas entradas: omelete de espargos bravos, estaladiço de queijo de ovelha amanteigado e ameixa em calda, terrina de coelho com molho de frutos silvestres e seleção de enchidos, presunto e queijo. Para petiscar, uma aposta acertada nos produtos regionais: chouriço assado sobre pão alentejano, trilogia de pimentos assados, cabeça de xara e ovos mexidos com farinheira ou preguinho de vitela com ovo de codorniz. 

Os paladares autênticos revelam-se em pratos de peixe, como o bacalhau dourado (receita da Pousada de Elvas desde 1942), filete de cação frito de coentrada; e nos de carne: migas à alentejana, lagartos de porco preto grelhado com compota de tomate e cebolinha pérola confitada sobre torricado de pão alentejano ou borrego assado com batata e grelos salteados. Os brócolos panados e queijo de ovelha amanteigado sobre molho de tomate ou o gratinado de massa laçarotes com espinafres satisfazem os vegetarianos.  

Excelente doçaria regional, na qual se destaca o típico Manjar das Chagas. Quem preferir tem tábuas de queijos portugueses (nas quais se incluem o Queijo Serpa DOP e Queijo de Nisa DOP), com fruta ou compotas como opção. Garrafeira criteriosamente selecionada com base no Alentejo e apontamento das restantes regiões nacionais. Serviço eficiente e simpático.

Contactos

Morada:
Convento das Chagas - Terreiro do Paço, 7160-251 Vila Viçosa
Telefone:
+351 268 980 742


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Restaurante da Pousada Convento de Évora

Restaurante da Pousada Convento de Évora

Restaurantes e Cafés

A dois passados do Templo de Diana, no centro de Évora, cidade Património da Humanidade classificada pela UNESCO, o restaurante da Pousada Convento de Évora acolhe o visitante com originalidade, não estivesse a sala de refeições instalada nos claustros, onde um dia os monges caminharam em devota meditação.  

A sala beneficia de muita luz exterior, excelentes vistas para o pátio, com as suas laranjeiras e algumas pedras romanas, que compõem o espaço com um toque de história. As mesas com atoalhados impecáveis em azul e branco condizem com os tons das cadeiras confortáveis, assim como com os painéis de azulejo que decoram o espaço, emprestados pelo Museu de Évora.  

O ambiente é sofisticado, mas despretensioso. A carta, essa, é particularmente bem elaborada, tendo em conta o equilíbrio entre as propostas mais substanciais das carnes da região, com outras mais ligeiras para os amantes de peixe ou para os vegetarianos, sem que nunca se percam, em qualquer das propostas, os aromas e os paladares locais.  

Das sugestões do chefe há a destacar, nas sopas, a açorda de coentros com bacalhau e ovo escalfado ou a tradicional sopa de tomate com enchidos regionais e ovo escalfado; nas entradas, o pica pau de javali e os ovos mexidos com espargos sobre telha de pão alentejano.  

Nos pratos principais, destacam-se o risoto de cogumelos do bosque com Queijo de Nisa DOP, para os vegetarianos; nas carnes, os medalhões de javali com migas de espargos bravos e coentros, a galinha de fricassé, as bochechas de porco confitadas em vinho tinto com duo de purés de maçã e de abóbora, o atum grelhado com migas de coentros, e o lombo de bacalhau em azeitada de alho, puré de batata e piso de azeitona negra. 

A rematar, um buffet de doçaria regional, frutas e queijos portugueses, doçaria conventual e os típicos pão de rala e queijada de Évora. Garrafeira criteriosamente selecionada com base no Alentejo e bons apontamentos do resto do país. Serviço eficiente e delicado.

Contactos

Morada:
Largo Conde Vila-Flor, 7000-804 Évora
Telefone:
+351 266 730 070


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Restaurante da Pousada Castelo de Estremoz

Restaurante da Pousada Castelo de Estremoz

Restaurantes e Cafés

Tomar uma refeição num castelo é sempre uma experiência inolvidável, que, na Pousada Castelo de Estremoz, edifício mandado construir por D. Dinis para a rainha Santa Isabel, é também sinónimo de mesa lauta e serviço a condizer com a imponência das instalações.  

A sala de jantar está repleta de antiguidades, de que são exemplo a tapeçaria flamenga setecentista que reveste uma das paredes, ou o pote de porcelana da dinastia Qing, decorado a azul e ouro, sobre uma das mesas de apoio, ou os apliques na parede, em madeira entalhada e dourada do século XVIII. 

O ambiente sugere manjares dignos da realeza e assim o cumpre o chefe, generoso quer nas doses, quer no trato oferecido às matérias-primas.  

A carta deixa escolher, nas entradas, entre os ovos mexidos com espargos bravos da serra d´Ossa e telha de pão alentejano, as gambas e setas em azeite e alho na frigideira e a seleção de enchidos com gomos de maçã assada. Nas sopas, desfilam a açorda alentejana com o seu ovo e a sopa de tomate com enchidos e ovo escalfado, enquanto nos petiscos são irresistíveis os peixinhos da horta, os ovinhos de codorniz escalfados e os cogumelos recheados com farinheira. Nos pratos principais, há um compromisso feliz entre os peixes, as carnes e as opções vegetarianas, de que são exemplos o bacalhau dourado, o tradicional cação de coentrada, a beringela recheada com Queijo de Nisa DOP e orégãos, a perdiz estufada na púcara com cebolinhas e castanhas, o pernil de porco glaceado no forno com mel e batatas salteadas com cebola ou o medalhão de novilho com estaladiço de presunto e pudim de legumes gratinado. Boa doçaria regional, na qual se destaca o pudim de água de Estremoz. Garrafeira criteriosamente selecionada com base no Alentejo e apontamentos de outras regiões. Serviço eficiente e delicado. 

Contactos

Morada:
Largo de D. Diniz, 7100-509 Estremoz
Telefone:
+351 268 332 075


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Os Arcos

Os Arcos

Restaurantes e Cafés

O acesso principal à sala de refeições faz-se através do café, que tem o ar simples e despojado usual neste tipo de estabelecimentos, sobretudo nas zonas rurais. A sala também é despretensiosa, mas muito mais acolhedora, com vários tons de granito no chão, toalhas vermelhas de pano protegidas por outras de papel branco, louças regionais, fotos alusivas ao Alentejo a decorar as paredes e um grande cortinado, também vermelho, em fundo. Mas o melhor do restaurante está no acolhimento caloroso e na comida apetitosa com que Patrícia e Manuel Rodrigues, os proprietários, mimam os seus clientes, num ambiente muito familiar e descontraído.  

A comida é simples, farta e saborosa, feita com os produtos da região e o saber culinário herdado de anteriores gerações, exatamente como em casa. Não conhece artifícios, nem tem segredos, a não ser o das mãos fadadas para a cozinha. Nas entradas há pão alentejano, azeitonas, torresmos, chouriço, paio, queijinhos de ovelha e Queijos de Évora e de Nisa, ambos DOP. O prato mais emblemático é o de migas de espargos com carne de porco frito, mas a sopa de cação, a raia à “Arcos”, que é frita e perfumada com coentros, o borrego e o javali assados no forno com feijão preto, o veado, também assado com feijão branco, e o borrego na brasa com molho de azeite e coentros são iguarias igualmente apreciadas. Sobremesas caseiras com a sericaia com Ameixa d’Elvas DOP em destaque. Pequena garrafeira com meia dúzia de referências do Alentejo e dois ou três verdes. 

Contactos

Morada:
Rua 31 de Janeiro, nº12, 7490-105 Cabeção
Telefone:
+351 266 447 543


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

O Pelourinho

O Pelourinho

Restaurantes e Cafés

Instalado numa casa tipicamente alentejana, mesmo no coração de Arraiolos, o restaurante O Pelourinho abriu no início da década de 2000 e seduziu os clientes, desde logo, com a cozinha simples, bem feita, e algumas propostas interessantes de marisco e peixe, pouco frequentes na região. 

A sala ampla, com piso em tijoleira rústica e grandes janelas, tem numa das paredes, como ponto alto da decoração, a reprodução de uma praça alentejana e, nas restantes, arcadas fingidas em tijolo burro. Um grande aquário para marisco chama a atenção, logo à entrada, assim como as cataplanas que pendem ao fundo do balcão que dá para a cozinha, bem à vista de todos. Aí, quem dita as leis é dona Adelaide, de cujas mãos saem os mais convincentes argumentos para gostar daquele lugar.  

A ementa é diversificada e tem início com deliciosas entradas, como saladas de polvo, ovos de codorniz, pimentos, grão com  

 

bacalhau, cogumelos, linguiça assada, farinheira assada e ovos mexidos. 

Nos pratos principais, destacam-se, nos mariscos, o arroz de lavagante, o camarão cozido, a sapateira, as gambas ao alhinho e a mariscada; nos peixes, o arroz de tamboril, a massinha de peixe, o bacalhau na brasa ou à casa, os carapauzinhos com arroz de tomate e o choquinho à algarvia. Nas carnes, são irresistíveis as fatias de alho com carne frita, as migas de tomate com carne do alguidar e as migas de coentros ou espargos com plumas, além do bife e costeletas de vitela ou de borrego grelhados no carvão.  

Toda a doçaria é feita na casa com mestria, como comprovam a delícia de requeijão, o toucinho de Arraiolos, a sericá, o pudim de ovos e as farófias. Boa garrafeira de pendor alentejano.   

Contactos

Morada:
Rua Cunha Rivara, nº 9, 7040-033 Arraiolos
Telefone:
+351 266 419 070


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

O Pátio da Oliveira

O Pátio da Oliveira

Restaurantes e Cafés

Numa das praças principais de Mourão há um restaurante que se notabilizou rapidamente, graças à qualidade dos manjares preparados sob a supervisão de Salvador Acabado, que assim deu seguimento a um negócio que já estava nas mãos da família há décadas. As instalações são exemplo de simplicidade e de bom gosto, a começar pela sala de entrada, de tetos abobadados e com um significativo pé-direito. O balcão de serviço é encimado por antigos azulejos da casa, em azul e branco, como não se fazem mais, e o espaço decorado por um belo tapete de Arraiolos. Numa segunda sala, realce para a antiga lareira, recuperada, que aquece as noites e os dias mais frescos, e para alguns quadros e artefactos alusivos à tradição agrícola regional.  

A cozinha é de sabores caseiros, com produtos de grande qualidade, sendo que a carta apresenta um menu de valor fixo, de dez euros, que permite ao cliente escolher, além do couvert e da sopa, o prato do dia, que varia também conforme a estação do ano. Na área dos peixes, poderá escolher açorda de alho com  

 

bacalhau e ovo, bacalhau à casa e bacalhau cozido com grão; na das carnes, grande parte de confeção alentejana, poderá optar por plumas de porco preto com batatas fritas, carne de porco à alentejana e migas alentejanas com carne do alguidar.  

Para sobremesa, também contemplada no valor do menu, há doces conventuais e regionais: encharcada de Mourão, pudim de ovos, manjar real e farófias, entre outros, também excelentes, à semelhança da torta de laranja, da mousse de chocolate, da serradura e do pudim de leite condensado. Garrafeira de pendor 100 por cento alentejano. Serviço atento e eficaz.

Contactos

Morada:
Praça da República, n.º 14, 7240-233 Mourão
Telefone:
+351 266 586 282


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Paladar Terrrace

Paladar Terrrace

Restaurantes e Cafés

Fácil de localizar, na estrada nacional que atravessa Castelo de Vide, junto das piscinas – tão próximo que o bar que tem por baixo lhes serve de apoio –, o restaurante Paladar Terrace é um espaço aberto, claro e agradável. Tem uma sala pequena, à entrada, que funciona como cafetaria; uma sala de refeições a que se acede descendo cinco degraus ou percorrendo uma rampa; e uma esplanada, no prolongamento de ambas. A sala principal tem paredes de vidro, chão de tijoleira, mesas simples com toalhas de papel branco sobre outras de pano azul, decoração discreta e ambiente descontraído, tão natural como a luz que a inunda.  

A cozinha é regional alentejana com os seus produtos, os seus sabores e os seus cheiros caraterísticos. Entre as propostas mais sugestivas da ementa destacam-se, nas entradas: amêijoas à Bulhão Pato e camarão ao alho, que são iguarias nacionais, e Queijo de Nisa DOP, a menos que se prefira a típica açorda alentejana ou, no tempo próprio, o não menos distintivo gaspacho; nos pratos principais: alhada de cação, carne de porco à alentejana, carnes de porco grelhadas (lagartos, plumas, secretos) com batatas fritas e salada a acompanhar ou, a pedido, migas de batata, de pão ou de espargos e outras especialidades da casa, como os diversos pratos de bacalhau (dourado, com natas e assado na brasa) e os choquinhos fritos com amêijoas; nas sobremesas: pudim de ovos e demais doçaria caseira. Pequena garrafeira com vinhos do Alentejo, incluindo o vinho da casa, que é da região e vai à mesa em jarros de litro, meio litro e um quarto de litro. Serviço muito simpático.

 

Contactos

Morada:
Avenida da Europa, 7320-202 Castelo de Vide
Telefone:
+351 967355528


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

O Espiga

O Espiga

Restaurantes e Cafés

Bem localizado no coração de Borba, O Espiga é um restaurante acolhedor, com um bar onde um balcão em tijolo burro e com prateleiras decoradas por vinhos decanos fazem as honras da casa. A sala de refeições, rústica e tipicamente alentejana, tem como motivo de decoração os vinhos da região em garrafas pequenas dos anos 70 e 80 que, a título de enfeite, pousam no centro das mesas, num convite claro ao conhecimento do que melhor se faz na região: integravam a antiga garrafeira e a adega onde este restaurante veio a alojar-se. O ambiente é afável, proporcionado pelo casal Isaura e Joaquim Espiguinha, que se encarregam da cozinha e do serviço de sala, respetivamente, desde 1986. 

A cozinha, assumidamente regional, conjuga simplicidade com esmero. Na ementa, suficientemente diversificada, destacam-se, no que toca aos pratos do dia, por exemplo, o ensopado de borrego à alentejana, o cozido de grão à ganhão, as migas de bacalhau com poejos e o bacalhau na telha. No campo das entradas e dos petiscos, desfilam os pastéis de bacalhau, os rolinhos de carne, a farinheira frita ou assada e a cacholeira assada. Já no que toca aos mariscos, há camarão frito à moda da casa, camarão selvagem cozido e gambinhas ao alhinho, entre outros. Nos peixes, destaque para as lulinhas com gambinhas, as tiras de choco fritas, os chocos grelhados, o cação com amêijoas e o espadarte de cebolada. Nas carnes podemos escolher espetada de vitela com camarão, entrecosto grelhado, plumas de porco preto grelhadas, mista grelhada à lavrador e segredos de porco preto grelhados. Na doçaria, feita na casa com empenho e com mestria, são irresistíveis a sericaia com Ameixa d’Elvas DOP, a mousse de chocolate e o pudim. Na garrafeira, extensa, é tudo do Alentejo. Serviço atento e simpático.  

Contactos

Morada:
Rua Silveira Menezes, n.º 2, 7150-144 Borba
Telefone:
+351 268 894 244


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Gadanha Mercearia

Gadanha Mercearia

Restaurantes e Cafés

A mercearia abriu em 2009 diante do jardim municipal e da estátua do Gadanha, na zona baixa de Estremoz, e causou surpresa, primeiro com a qualidade dos produtos, incluindo tudo o que há de melhor na região, e depois com a novidade dos petiscos: enchidos, sandes e tostas. Os clientes gostaram e pediram mais, sobretudo petiscos clássicos do Alentejo, como a farinheira com ovos mexidos. Foi por isso que surgiu o restaurante, em 2013, num espaço contíguo. O conjunto conta, agora, com esplanada, mercearia, bar de tapas, garrafeira e sala de refeições com mesas grandes de madeira e chemins de table brancos, da mesma cor dos guardanapos. Tem o ar limpo, alegre, descontraído e acolhedor das tabernas modernas, onde apetece estar. Também a cozinha é moderna, mas inspirada nos sabores da região e feita à base dos produtos locais. Prevalece o conceito de partilha, com doses generosas, tanto nas entradas como nos pratos principais. Alguns exemplos: nas entradas, a revolta das batatas, a lembrar os ovos rotos, com batata-palha, paia de presunto e ovo, envoltos à frente do cliente com um molho muito agradável, e os ovos mexidos do Gadanha, com farinheira, tomate e paia de toucinho (produto tradicional alentejano que merecia ser mais conhecido), de sabor intenso, mas equilibrado, com o tomate a cortar a farinheira; nos pratos principais, o nosso bacalhau, que é do lombo, confitado em azeite, as bochechas de colherada, prato que vem do início por ser um estufado irresistível, e os lombinhos ou as presas de porco preto grelhados com esmagada de batata e puré de maçã; nas sobremesas, as farófias com telha crocante e morangos e o mil-folhas de chocolate branco e frutos vermelhos.

 

Contactos

Morada:
Largo Dragões de Olivença, nº 84-A, 7100-457 Estremoz
Telefone:
+351 268 333 262


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close