www.visitportugal.com

Live Chat

Arqueologia

Representa POIs do Tipo Arqueologia

Menir do Outeiro

Menir do Outeiro

Arqueologia

O menir granítico do Outeiro tem cerca de 6 metros de altura e é o maior que existe em Portugal. Foi encontrado tombado em 1964, tendo sido reerguido e restaurado no final dessa década.
Contactos

Morada:
Outeiro Monsaraz


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Povoado das Mesas do Castelinho

Povoado das Mesas do Castelinho

Arqueologia

Povoado fortificado da II Idade do Ferro/época romana com reocupação na época muçulmana.
Contactos

Morada:
Mesas do Castelinho-Herdade do Monte Novo


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Anta do Olival da Pêga

Anta do Olival da Pêga

Arqueologia

Próximo da povoação do Telheiro, na estrada que vai de Monsaraz para Reguengos de Monsaraz, encontra-se a Anta do Olival da Pêga. Encontra-se no meio da vegetação, com acesso fácil, mas de terra, a partir da estrada principal.

É uma anta de corredor, de câmara poligonal e ainda conserva o esteio superior e os esteios laterais. Trabalhos arqueológicos recentes revelaram que faz parte de uma necrópole colectiva com quatro áreas funerárias anexas, para além do dólmen.

No local foi recolhido um largo espólio de placas de xisto e vasos cerâmicos.
Contactos

Morada:
Telheiro - Reguengos de Monsaraz


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Estação arqueológica romana da Luz

Estação arqueológica romana da Luz

Arqueologia

Trata-se de uma "villa" Romana escavada no século XIX, onde sobressaem o balneário romano, com várias dependências, e os pavimentos em mosaico. Foi igualmente posto a descoberto um complexo industrial constituído por tanques de salga de peixe.
Contactos

Morada:
Luz


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Penedo "Laje dos Sinais"

Penedo "Laje dos Sinais"

Arqueologia

A Laje dos Sinais é o nome dado localmente a um extenso penedo aplanado onde foram gravadas figuras geométricas e proto-geométricas que representarão um painel historiado cujo significado se desconhece, talvez relacionado como culto solar. Data do período de 4.000 a 2.500 anos a.C.
Contactos

Morada:
Carvalhas


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Ermida do Senhor dos Mártires

Ermida do Senhor dos Mártires

Arqueologia

Necrópole de incineração da Idade do Ferro.
Contactos

Morada:
Santa Maria do Castelo 7580 Alcácer do Sal


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Estação arqueológica de Alter do Chão

Estação arqueológica de Alter do Chão

Arqueologia

Dos vestígios aqui encontrados, salientam-se um edifício com mosaicos e umas termas. Terão pertencido os vestígios a Abelterium, um pequeno povoado citado no itinerário de António.
Contactos

Morada:
Ferragial d'El Rei


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Cromeleque do Xerez

Cromeleque do Xerez

Arqueologia

O conjunto megalítico da Herdade do Xerez ou Cromeleque do Xerez pode ser visitado actualmente numa área junto ao Convento da Orada, perto de Monsaraz.

Encontra-se destacado na paisagem, beneficiando do plano elevado da planície em que se encontra. O acesso é muito fácil.

É constituído por um recinto de planta quadrangular regular, centralizada, definida por 50 menires de granito, com tamanhos entre os 120 e 150 cm de altura cada um. Ao centro, existe um monólito de aspecto fálico com cerca de 4 metros de altura, em que foi identificada uma fiada de covinhas na face Oeste. O Cromeleque data do período entre o início de 4000 a.C. e meados de 3000 a.C.

O conjunto foi encontrado deitado por terra na Herdade do Xerez, tendo sido composto com a disposição actual em 1969, com base num desenho de um dos menires mais pequenos, que se julgou ser a planta original. É um dos poucos cromeleques existentes em território português.
Contactos

Morada:
Reguengos de Monsaraz Mourão


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Citânia da Longa

Citânia da Longa

Arqueologia

Deste povoado fortificado são visíveis duas linhas de muralhas na parte Norte. A primeira linha está em bastante bom estado, com mais de dois metros de altura e com uma largura superior a um metro. A entrada está ainda praticamente intacta. As pedras estão colocadas em cunha, e ainda é possível delinear-se um torreão da fortificação. A segunda linha de muralhas não se encontra em tão bom estado, mas ainda é perfeitamente observável, o mesmo acontecendo a alguns restos dos muros das habitações.
Contactos

Morada:
Longra


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Antela da Cruz Vermelha

Antela da Cruz Vermelha

Arqueologia

Inserida na Área Protegida do Corno Bico, a Antela da Cruz Vermelha é datada de cerca de 2500 a. C. De planta circular, a Anta é constituída por um penedo com pedra cabeceira e com uma cruz gravada na mesma pedra cabeceira, pintada de vermelho. De um grupo de cinco antas, a Antela da Cruz Vermelha é a única actualmente conservada na área.
Contactos

Morada:
Área Protegida de Corno de Bico 4940 Paredes de Coura


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close