www.visitportugal.com

Live Chat

Monumentos

Ermida da Memória

Ermida da Memória

Monumentos

A Ermida da Memória foi mandada construir em 1182 por D. Fuas Roupinho, um nobre desta região, como agradecimento por Nossa Senhora ter atendido às suas preces, salvando-o de uma queda mortal. Ao perseguir um veado durante uma caçada, o cavalo de Dom Fuas quase se precipitou no mar detendo-se no último instante.

A capela de proporções modestas com telhado piramidal situa-se no extremo do promontório, ao lado da rocha onde persiste a marca da ferradura do cavalo, que testemunha o milagre. No interior, painéis de azulejos figurativos azuis e brancos representam a aparição de Nossa Senhora enquanto o veado se precipita no vazio. A capela possui ainda um piso inferiorque é a própria caverna onde terá sido encontrada a imagem original da Virgem a quem D. Fuas pediu auxílio.
Contactos

Morada:
Sítio NAZARÉ


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Castelo de Montemor-o-Novo

Castelo de Montemor-o-Novo

Monumentos

Da muralha, construída por ordem de D. Dinis, no séc. XIII, subsiste o lanço principal protegido por onze torreões cilíndricos. No séc. XIV foram freforçados os elementos defensivos desta estrutura como as barbacãs. A alcáçova de planta rectangular e protegida por duas torres, actualmente em ruínas, já existia na época de D. Sancho I (séc. XII).
Contactos

Morada:
Nossa Senhora da Vila - Montemor-o-Novo


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Forte de São Brás

Forte de São Brás

Monumentos

O Forte de São Brás foi construído no séc. XVI, durante o domínio filipino da coroa portuguesa, para defesa da vila. Ainda mantém os velhos canhões.

Um obelisco desenhado pelo arquitecto Raúl Lino (1879-1974), em forma de guarita, presta homenagem ao Comandante Carvalho Araújo.

Junto ao portal do Forte, a Capela de Nossa Senhora da Conceição, erguida no séc. XVIII, guarda uma imagem de Santa Luzia, do séc. XVI, data do templo primitivo que existia no mesmo lugar.
Contactos

Morada:
Largo Sousa e Silva 9580 Vila do Porto
Telefone:
+351 296 882 254
Fax:
+351 296 882 254


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja do Carmo - Tavira

Igreja do Carmo - Tavira

Monumentos

A Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo de Tavira foi criada no início do séc. XVIII, tendo ficado sediada numa capela do Convento de São Paulo. Em 1737, solicitaram a fundação de convento próprio nesta cidade, transferindo-se provisoriamente para a Ermida de São Brás.

O novo convento seria construído com uma elevada comparticipação financeira dos frades Terceiros e de alguns comerciantes da região. Devido a um longo período de obras, a parte conventual acabou por não ser terminada e parte foi adaptada a cemitério da Ordem Terceira.

No interior, encontram-se algumas peças de grande valor artístico em estilo barroco e rococó, nomeadamente os retábulos de talha do altar-mor e das capelas laterais, telas, o cadeiral e o orgão da igreja.

Aqui foi sepultado o Bispo do Algarve, D. Ignácio de Santa Teresa, falecido em Faro em 1751.
Contactos

Morada:
Largo do Carmo  8800-311 Tavira


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Arco da Vila em Faro

Arco da Vila em Faro

Monumentos

Assente numa das portas medievais da cidade, este portal monumental foi mandado construir pelo Bispo D. Francisco Gomes de Avelar no séc. XIX. Com projecto feito pelo arquitecto italiano Francisco Xavier Fabri, foi inaugurado em 1812.

É decorado no exterior por um nicho com a imagem de São Tomás de Aquino, de origem italiana. É um bom exemplo do neoclassicismo italiano no património algarvio.

No interior, podemos ainda ver a Porta Árabe. Fazia parte das antigas muralhas muçulmanas e era a entrada na cidade para quem vinha por mar. É considerado exemplar único de arquitectura árabe em Portugal, tendo em conta o bom estado de conservação e o facto de ainda se encontrar no local de origem.
Contactos

Morada:
Jardim Manuel Bívar - Faro


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Forte de Santiago da Barra

Forte de Santiago da Barra

Monumentos

Situada junto ao mar, pensa-se que a primeira fortificação colocada na barra da Foz do rio Lima datará do reinado de D. Afonso III (séc. XIII). No entanto, a mais antiga data segura remonta ao séc. XV, quando ali foi construída uma fortaleza que teria sido concluída np século seguinte, já durante o reinado de D. Manuel I, como sugerem alguns elementos arquitetónicos manuelinos, nomeadamente a chamada “Torre da Roqueta”, situada no bastião sudoeste da atual fortaleza.

Nos finais do século XVI, a fortaleza foi alvo de sucessivas obras de beneficiação, tendo sido já sob a dominação espanhola, durante o reinado de Filipe II (Filipe I de Portugal), que foi edificada a atual fortaleza de planta poligonal, a partir de um projeto da autoria de Filippo de Terzi, o mais famoso projetista de edificações militares dessa época.

Contactos

Morada:
Castelo Santiago da Barra
4900-360 Viana do Castelo
Telefone:
+351 258 820 270


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de Santa Clara - Santarém

Igreja de Santa Clara - Santarém

Monumentos

A Igreja de Santa Clara está situada num dos termos de Santarém, numa zona que ficava fora das muralhas. É um templo do século XIII, mandado construir por D. Afonso III (1248-1279) para a sua filha D. Leonor Afonso, que aí professou.

No século passado, durante os anos 40, sofreu um polémico restauro que a despojou completamente de todos os elementos decorativos, perdendo-se para sempre um pouco da história artística e da evolução espacial do templo durante várias gerações. No entanto, recuperou a austeridade das regras da Ordem de Santa Clara. De notar que não existe porta na fachada da igreja, cujo acesso é apenas possível pela porta lateral. Esta particularidade deve-se ao facto de ser uma ordem de clausura sem contacto com a população.

Na arquitectura, segue os cânones do gótico mendicante: três longas naves de oito tramos, transepto saliente e cabeceira com cinco capelas adjacentes. No topo Norte a grande rosácea gótica, que ajuda a iluminar o interior, é sobrepujada por um escudo com as armas reais. As antigas dependências conventuais foram completamente destruídas.

No interior merece referência o túmulo de D. Leonor Afonso, do séc. XIV, de execução rigorosa. Nas faces da arca vêem-se representadas cenas da Anunciação e da Estigmatização de São Francisco, figuras de freires franciscanos e de monjas clarissas.

Contactos

Morada:
Av. Gago Coutinho e Sacadura Cabral 
2005-021 Santarém


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja de Santa Maria de Marvila - Santarém

Igreja de Santa Maria de Marvila - Santarém

Monumentos

Localizada no centro histórico, esta igreja pertence a uma das mais antigas paróquias da cidade, tendo assumido um importante papel religioso durante a Idade Média.

Quando conquistou a cidade em 1147, o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, deixou que os Templários aqui fundassem uma igreja. Assim o fizeram com rendas dadas pelo bispo de Lisboa, D. Gilberto, em 1149.

Posteriormente, no séc. XVI, D. Manuel reconstruiu e enriqueceu esta igreja alterando-lhe a estrutura e a decoração. Dessa obra, destacam-se o portal, o arco triunfal de acesso ao altar-mor e a belíssima abóbada de nervuras na cabeceira. De notar ainda nos apontamentos reais que se vão encontrando e que fazem parte do nosso imaginário manuelino: a esfera armilar, a cruz de cristo, as flores de lis e as armas heráldicas. Em 1573, reuniu aqui o capítulo geral da Ordem de Cristo, dirigido pelo rei D. Sebastião.

Ao entrar na igreja, o seu interior impressiona pelas dimensões e pelo facto de estar completamente revestida de painéis azulejares. É uma verdadeira escola do azulejo, onde se podem admirar as variantes desta arte decorativa durante o séc. XVII.

Contactos

Morada:
Largo de Marvila 
2000-090 Santarém
Telefone:
+351 243 325 552


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Forte da Ponta da Bandeira

Forte da Ponta da Bandeira

Monumentos

Fora da velha cidade amuralhada está a Fortaleza de Nossa Senhora da Penha de França, vulgarmente conhecida por Forte da Ponta da Bandeira e por Forte do Pau da Bandeira. Construída nos finais do século XVII, funcionou como fortaleza defensiva de Lagos.

A entrada faz-se por uma ponte levadiça sobre um fosso. Sendo um dos últimos pontos defensivos de Lagos a ser construído, é dos melhores e mais bem conservados exemplares.

Esta fortificação possui no seu interior uma capela com invocação a Santa Bárbara e um conjunto de azulejos de finais do século XVIII. Restaurada nos anos 60 constitui um autêntico ex-libris das fortificações marítimas da antiga Praça de Guerra em Lagos.

Hoje, este espaço é utilizado para as celebrações de uma das festas mais tradicionais de Lagos: o Banho 29. Considerado como purificador, em tempos idos a população do concelho deslocava-se como podia para tomar banho de mar à meia-noite no dia 29 de Agosto. A tradição continua, embora alargada com espectáculos de música ao vivo e comidas típicas da região.

No interior do Forte, os compartimentos são actualmente utilizados para exposições de arte, e um pequeno restaurante convida a reviver o ambiente do passado.

O Forte oferece uma paisagem magnífica sobre a cidade e o mar.

Contactos

Morada:
Cais da Solaria 
8600-645 Lagos
Telefone:
+351 282 761 410


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Sé Catedral da Guarda

Sé Catedral da Guarda

Monumentos

Um dos mais interessantes monumentos nacionais.

Embora a Guarda seja sede de bispado desde a sua fundação, quando D. Sancho I pediu ao papa Inocêncio III a transferência da diocese da Egitânia para a nova cidade, o edifício que se vê presentemente no centro da povoação foi construído a partir de 1390 por iniciativa de D. João I, para substituir as antigas Sés que tinham sido erigidas fora das muralhas. A construção foi lenta, terminando apenas em 1517, durante o reinado de D. João III e o bispado de D. Jorge de Melo. 

Normalmente esta catedral é integrada no estilo gótico tardio, com influências manuelinas do estaleiro do Mosteiro da Batalha. A sua sobriedade exterior é acentuada pelas pesadas torres octogonais que lhe conferem o aspecto de igreja-fortaleza, próprio de uma época em que as grandes catedrais portuguesas também representavam uma afirmação de nacionalidade. Essa sobriedade é interrompida pela formosa decoração dos portais – gótica no principal e renascentista no lateral. Aqui trabalharam alguns artistas de grande renome nessa época: Huguet, Diogo de Boitaca, Marcos Pires e Pedro e Filipe Henriques, filhos de Mateus Fernandes.

A planta segue a tipologia medieval, de cruz latina com três naves (a central mais elevada), transepto largo e cabeceira de três capelas comunicantes. No interior, destaque para o grandioso retábulo da capela-mor, talhado em pedra de Ançã. Acompanhando a forma semi-circular da ábside, desenvolve-se em quatro registos hierárquicos onde se representam, no primeiro os Apóstolos, no segundo Moisés, Ezequiel, Elias e Daniel, a Anunciação e a Natividade, no terceiro a Virgem da Assunção, e por último, cenas da Paixão de Cristo – é uma obra de arte renascentista produzida na oficina de João de Ruão, e composta por mais de cem figuras esculpidas. Foi encomendado pelo bispo D. Cristovão de Castro, senhor de Monsanto e alcaide-mor da Covilhã, onde nasceu e morreu. Humanista, foi embaixador de D. Manuel I em Roma, na corte do Papa Alexandre VI, onde conheceu os novos programas artísticos que quis aplicar no seu bispado. 

Contactos

Morada:
Praça Luís de Camões 
6300-725 Guarda
Telefone:
+351 271 212 993


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close