www.visitportugal.com

A Ria Formosa e o Sapal (de Castro Marim e Vila Real de Santo António)

Ria Formosa
Local: Ria Formosa
Foto: Turismo de Portugal
Photo: Turismo de Portugal

Não deixe de…
  • identificar as várias aves que se ouvem por todo o lado
  • apreciar a plumagem azul-escura da galinha-sultana, a espécie em vias de extinção que é símbolo do Parque Natural da Ria Formosa
  • visitar os canis onde se cria o cão de água, uma raça autóctone portuguesa
  • ir aos festivais do marisco que se realizam em Faro e Olhão no mês de agosto
  • a pé ou de bicicleta, seguir os trilhos entre as salinas no Sapal de Castro Marim e assistir à extração do sal

A Ria Formosa, o mais importante santuário de vida selvagem no Algarve, e o Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, a zona alagadiça do Rio Guadiana, são duas áreas protegidas a descobrir a pé ou de barco. Passeios que vão ficar na nossa memória!

Para começar a visita o melhor será irmos ter com quem sabe. Os respetivos Centros de Educação Ambiental fornecem informações sobre as espécies que se podem avistar e os trilhos pedestres aconselhados para desfrutar em pleno das paisagens respeitando a natureza. E nestes labirintos de canais há muito para admirar. Dos verdes da vegetação que se harmonizam com os azuis das águas e contrastam com a brancura das salinas, aos tons rosados das penas dos flamingos, encontramos muitos motivos para fotografias de sonho. Dá vontade de não largar o botão de disparo! 

No longo cordão de areia que separa a Ria Formosa do mar descobrimos praias deslumbrantes, quase desertas, embora o Parque Natural, que se estende ao longo de 60 quilómetros entre a Península do Ancão e a Praia da Manta Rota, seja frequentado por cerca de 1500 espécies de seres vivos. A galinha-sultana e os guarda-rios com as suas plumagens vistosas, o camaleão que toma as cores dos locais onde passa ou o cão de água simpático e felpudo, são alguns dos residentes habituais. 

Mas neste oásis de preservação de fauna e flora também há uma grande variedade de moluscos que fomentam uma das principais atividades económicas da região, e dão origem a especialidades da gastronomia que nos vão deliciar, como o arroz de lingueirão, ou as ostras e os mexilhões. Para termos uma perspetiva sobre esta área e a sua dimensão há que procurar pontos altos como a fortaleza de Cacela Velha, uma aldeia de origem árabe que vale a pena conhecer. 

E se dirigirmos o olhar para leste, quase vislumbramos o Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, a primeira Reserva Natural criada no nosso país. Esta zona de salinas, pastagens e sapais, tem como limites as duas localidades e estende-se ao longo do Rio Guadiana.

Para além dos trilhos pedestres, podemos observá-la a partir do castelo de Castro Marim para uma vista abrangente, ou de barco para uma experiência mais relaxante. Junto à margem vamos descobrir rãs, sapos, tritões e lagartixas e nos céus, a cruzar o horizonte, são a cegonha branca, o perna-longa e a garça que captam todas as atenções. E há ainda uma zona seca com áreas agrícolas onde se cultivam cereais e plantações de amendoeiras, figueiras, alfarrobeiras e oliveiras. Muito para conhecer entre rasgos de natureza resplandecente!



Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização e Tratamento de Dados Pessoais

close