www.visitportugal.com

Live Chat

Sol e Mar

E enche de luz e alegria a areia branca e fina das nossas praias. Areais imensos a perder de vista, ou pequenas conchas abrigadas entre rochedos, cada uma tem a sua beleza que deslumbra e surpreende. Algumas são concorridas, com muita animação, e outras desertas e inexploradas, como que segredos a desvendar… há sempre uma certa para cada gosto e estado de espírito. Para relaxar estendidos na areia, para passear à beira-mar, para namorar e até para brincar ou para nos divertirmos pela noite fora.

Mas apesar das muitas diferenças há algo que é comum: a qualidade. Que está bem evidente no grande número de bandeiras azuis da Europa atribuídas anualmente, certificando as excelentes condições e infraestruturas.

O mar, de águas límpidas, apresenta-se com diversos temperamentos. Calmo e tranquilo, especialmente no Algarve, que mesmo no inverno é um ótimo destino para férias de sol e mar, ou agitado, com a ondulação certa para vários desportos que garantem muita adrenalina.

Os diversos hotéis e resorts com vistas deslumbrantes sobre o oceano são os locais certos para repousar, desfrutando de um gosto genuíno em bem receber. Que ainda se experimenta à mesa de um restaurante saboreando a deliciosa gastronomia portuguesa, onde também se descobre o tempero do sol e do mar.

Codigo Interno: 

N1010

Galeria Videos: 

Imagem Detalhe: 

Algarve

Imagem de pesquisa: 

Algarve

Adicionar a novidades: 

0

Tab Genérica: 

Detalhes de Experiência: 

Sol e Mar

The Best of Algarve

O Clima - com mais de 3000 horas de sol por ano e uma fraca precipitação média anual, o Algarve possui um clima ameno ao longo de todo o ano, que é sem dúvida um grande fator de atração para os visitantes, tanto no verão para uns dias de praia como no inverno para descansar ou praticar as mais diversas atividades.

Praia Dona Ana

O mar em todos os tons de azul, quase sempre calmo e cálido, e as Praias de areia branca e fina são a imagem de marca da região. Dos areais a perder de vista, limitados por falésias douradas às pequenas baías aninhadas entre rochas, são muitos os cenários deslumbrantes para umas férias inesquecíveis. São cerca de 200 kms de costa que oferecem condições excecionais para a prática de todo o tipo de desportos náuticos, como a vela, o surf ou o windsurf, e para passear de barco com a garantia de encontrar ótimas infraestruturas de apoio nas modernas marinas espalhadas de um extremo ao outro do Algarve. 

O Golfe que lhe tem rendido muitos prémios e distinções internacionais, tendo mesmo sido considerado mais do que uma vez o melhor destino de Golfe do mundo. O Algarve possui cerca de quarenta campos com excelentes condições tanto para os jogadores mais experientes como para aqueles que se estão a iniciar na prática da modalidade. 

Ocean Course Vale de Lobo

A Natureza que se apresenta no seu melhor nas três áreas protegidas: a Costa Vicentina que é o trecho de costa mais bem preservado da Europa, a Ria Formosa, um labirinto de canais separados do mar por um cordão de areia, e o Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António riquíssimo em fauna e flora. Mas há ainda a serra, que se pode descobrir de bicicleta ou a pé seguindo os trilhos da Via Algarviana, que pelo interior, liga o extremo leste da região, à sua ponta oeste, terminando junto à Rota Vicentina, outro conjunto de percursos a não perder para quem gosta de caminhar. Já os que procuram mais adrenalina podem praticar atividades como o parasailing, o mergulho, a asa delta ou o rappel. 

O Património com muitos tesouros para descobrir. Por exemplo em Silves, outrora capital do reino árabe, em Sagres e Lagos, muito importantes nos Descobrimentos do século XV, em Tavira, uma montra da arquitetura tradicional ou no centro histórico de Faro onde se destaca a belíssima catedral. 

Faro - Largo da Sé

A Animação que está ao rubro todos os verões nos muitos bares e discotecas sobretudo nas zonas mais cosmopolitas como Albufeira, Portimão e Vilamoura. E ao longo de todo o ano são vários os eventos que trazem cor e alegria à região, como o Carnaval, os festivais de música ou de gastronomia, as recriações históricas e as feiras e festas tradicionais e que se realizam um pouco por todo o lado. 

A Gastronomia em que se destacam naturalmente os peixes frescos e mariscos, grelhados ou em cataplanas. Mas também há pratos de carne mais usuais no interior algarvio, e os doces de amêndoa e figo como os morgados ou os Dom Rodrigos, que podem ser acompanhados na perfeição pelo licor de amêndoa amarga ou pela aguardente de medronho.

Os Resorts e Spas onde se pode usufruir de um relax absoluto e de curas de saúde e bem-estar que também estão disponíveis nos centros de talassoterapia e nas Termas de Monchique. Mas o descanso está ao alcance de todos numa variedade de aldeamentos e hotéis, dos mais simples aos mais sofisticados que têm em comum um prazer genuíno de bem receber. 

 


As melhores praias

Uma extensa costa, onde todas as praias têm areia branca e fina, um verão longo e muitas horas de sol distribuídas pelo ano inteiro fazem de Portugal um destino natural de férias.

Os comentários e as reportagens nos media internacionais que reconhecem a qualidade e a beleza das praias portuguesas são frequentes. E não é por acaso que temos 314 praias galardoadas com a Bandeira Azul da Europa e 209 consideradas Praia Acessível

Sabemos que não é fácil escolher uma, porque a variedade é grande e a paisagem vai mudando ao longo da costa, mas aqui lembramos algumas das praias eleitas.

Porque não as vem conhecer in loco?

Porto Santo, Madeira
www.europeanbestdestinations.org
www.traveler.es
Considerada um dos segredos mais bem guardados da Europa, também foi uma das escolhidas pelos consumidores entre as mais bonitas. Com mar calmo, são 9 km de areia fina e dourada, ainda por cima, com qualidades terapêuticas. O ideal para descansar.

Porto Santo

Praia da Comporta
www.elmundo.es
No extremo sul da Península de Troia e nos limites da Reserva Natural do Estuário do Sado, a Praia da Comporta é muito procurada pelos veraneantes pela facilidade de acesso. O sossego e a tranquilidade deste pedaço de costa são fortes motivos de atratividade para muito visitantes. 



Supertubos, Peniche
www.bloomberg.com
Considerada como uma das melhores praias de tubos da Europa, é um spot privilegiado para a realização de grandes eventos como o campeonato Rip Curl Pro Portugal.

Praia das Berlengas
www.europeanbestdestinations.com
Longe das multidões e com acesso controlado de maio a outubro  a área protegida do Arquipélago das Berlengas, situada a 10 km de Peniche, tem uma única praia que faz as delícias dos veraneantes mais exigentes.  Foi essa exclusividade e a transparência das águas que levou a Best European Destinations a considerá-la uma das mais bonitas de 2016.

Praia do Norte, Nazaré
Em 2011, ficou famosa internacionalmente por ter a maior onda do mundo, surfada por Garret McNamara. Com 30 metros, foi um record a ultrapassar apenas por surfistas destemidos.



Ericeira

www.worldsurfingreserves.org  
O concelho tem várias praias com excelentes condições para surf, como as praias de Ribeira de Ilhas, dos Coxos ou a da Empa. Os seus 8 km de costa foram classificados como a 1ª Reserva de Surf da Europa e a 2ª do Mundo, segundo a organização mundial “Save the Waves Coalition”.

Praia do Amado + Praia da Arrifana, Aljezur
www.traveler.es
Considerada uma das melhores praias portuguesas para o surf, a Praia do Amado é procurada por praticantes de toda a Europa, sendo muitas vezes palco de provas de competições internacionais.

Praia de Salema, Vila do Bispo
www.theguardian.com
É uma das melhores praias da Europa para famílias, segundo o The Guardian. Esta pequena praia de pescadores, tem águas límpidas e tranquilas e um areal que permite uns bons passeios à beira mar.



Praia do Camilo + Praia do Benagil, Lagos
www.businessinsider.com
Duas praias a incluir na lista de sítios a visitar durante a vida. Aconchegadas entre falésias recortadas, são ex-libris do Algarve e valem certamente a descida até ao areal. De barco é possível visitar as grutas e pequenas praias secretas ao longo da costa.

Praia Dona Ana, Lagos
www.traveler.es
www.harpersbazaar.es
www.vuelaviajes.com
www.tripadvisor.com
A cor azul turquesa da água e os recantos naturais valeram-lhe a escolha da Condé Nast Traveler como uma das 50 mais bonitas do mundo, escolha reforçada pelos utilizadores do Tripadvisor em 2016. É uma das praias mais fotografadas do Algarve.

Praia da Marinha, Lagoa
www.tripadvisor.com
Recanto de natureza preservada, é uma praia muito cénica, enquadrada pela falésia esculpida pela erosão do vento e do mar. É considerada uma das cem melhores praias do mundo.




ALGARVE
www.worldtravelawards.com
Como se vê, algumas das praias premiadas ficam na região do Algarve, um facto reforçado pelo prémio que ganhou nos World Travel Awards, em 2013, como o Melhor Destino de Praia da Europa. 

Mas, na verdade, as praias em Portugal são muitas e sempre adequadas ao nosso estado de espírito: umas vezes apetece uma praia mais selvagem e abrigada, com pouca gente; noutras vezes precisamos de mais animação e uma festa ao fim da tarde com os pés na areia é o ideal; ou então, gostamos de horizontes largos e areais para caminhadas revigorantes à beira-mar.

Esta lista serve apenas de inspiração. O melhor é ir passeando ao longo da costa e ir espreitando… as únicas paragens obrigatórias são para dar um mergulho refrescante e assistir ao pôr-do-sol no mar. A não perder!


Festivais de Verão

Música, sol e mar, festa todas as noites e 850 km de praias: é a melhor das combinações, nos festivais de verão em Portugal.

Temos bons concertos, boas praias, gente simpática e noites que se prolongam até o dia nascer. Desde espetáculos com grandes talentos a grandes eventos do calendário internacional, Portugal adora os seus festivais.

Para além de ter boa música, os festivais são uma oportunidade para conhecer os sítios num ambiente de total descontração e de forma divertida.

Lisboa e Porto têm sido reconhecidos, todos os anos, como os destinos ideais para umas miniférias e têm noites muito animadas que são a continuação natural do ambiente de festa. Destacam-se nestas cidades o NOS Alive e o Super Bock, Super Rock, em Lisboa, assim como o NOS Primavera Sound, no Porto.

Vodafone Paredes de Coura

Na região Porto e Norte, o Vodafone Paredes de Coura na Praia fluvial do Taboão é um bom exemplo de um cenário paradisíaco no meio da natureza. Passeios de bicicleta, trekking, canoagem e banhos de rio são apenas algumas das sugestões que podem complementar na perfeição uns dias bem passados.

Já no litoral, os famosos festivais MEO Sudoeste na Zambujeira do Mar e Músicas do Mundo em Sines, ambos no Alentejo, ficam perto da praia com tudo de bom que isso tem. É uma excelente altura para dar um mergulho e ter umas aulas de surf… nos melhores spots da costa portuguesa. E no Algarve, em Loulé, o Festival Med, transforma o centro histórico da cidade num palco para diversas manifestações artísticas inspiradas na cultura dos países mediterrânicos.

Mas nada como consultar www.portuguesesummerfestivals.com e a agenda e ver quem vai cá estar. Depois é só carregar baterias e seguir o beat! 


Aquaparques em Portugal

Em Portugal encontram-se parques aquáticos de norte a sul do país que garantem momentos de boa diversão, sob o generoso sol português. 

O sol e o mar são uma constante neste país de mais de 800km de costa, mas já não é preciso passar o dia na praia para guardar recordações de horas bem passadas dentro de água, com ou sem crianças. Os parques aquáticos mais concorridos encontram-se no Algarve (Slide & Splash, Aqualand Big One), mas existem outros igualmente divertidos em todo o país, com piscinas e escorregas para todos os gostos, tubos, túneis e pistas aquáticas, jacuzzis e muitas outras formas de cativar o interesse, quer se procurem experiências mais radicais ou mais tranquilas, sem tanta adrenalina.

As diversões aquáticas fecham no inverno e abrem n o verão. Mas alguns também têm animais, seja só para os admirar ou conhecer melhor, seja para brincar com eles dentro de água, como no Zoomarine e no Aqua Show Family Park, no Algarve. Todos oferecem, porém, áreas de lazer bem cuidadas, restaurantes, e alguns até alojamento, contando sempre com infraestruturas desportivas e diversões alternativas para que não falte nada ao visitante mais exigente.

Assim, mesmo quem está no interior ou não quer ir à praia, encontra o Parque Aquático de Amarante e o Naturwaterpark de Vila Real no norte de Portugal, o Panorâmico Aquaparque junto a Pombal, o Norpark na Nazaré ou o Sportágua em Peniche, estes no Centro de Portugal. E ainda podemos visitar o Aquaparque Santa Cruz, na ilha da Madeira.

Se mencionámos apenas alguns dos parques aquáticos, merecem referência também algumas praias artificiais: no Centro de Portugal encontram-se a Live Beach Mangualde, perto de Viseu, e a Praia das Rocas (com ondas artificiais), em Castanheira de Pera. Tal como os parques, oferecem dias bem refrescantes a mergulhar, saltar, deslizar, brincar com os filhos… Enfim, dias cheios de emoção!


O Melhor de Portugal

Portugal foi considerado Best Value Destination pela Lonely Planet,  um dos destinos a visitar em 2015 com a melhor relação qualidade/preço.

Em 2014, já tinha sido sugerido como o melhor destino pela edição espanhola da revista Condé Nast Traveler, após ter sido igualmente selecionado como Best Value Destination 2014 pela publicação Rough Guide. Entre as principais atrações de Portugal, foram destacados a cultura, a gastronomia e os vinhos, as praias, o golfe, a história, a variedade das paisagens, e sobretudo, a hospitalidade do povo português, considerado pelos espanhóis afável, aberto e sincero.

Lisboa e Porto
Lisboa é a capital de Portugal e o Porto é a segunda maior cidade, no norte do país. São duas cidades vibrantes e cheias de história que conservam uma dimensão humana, com os seus bairros históricos, monumentos e fachadas de azulejo.

O Melhor de Portugal - Lisboa

Lisboa é chamada cidade branca pela luz do sol que o rio Tejo reflete. Conquistou em 2014 o título de Travellers’ Choice do TripAdvisor que já ganhara em 2013, ano em que foi também eleita Melhor Destino em férias de cidade da Europa pelos World Travel Awards.

O Melhor de Portugal - Lisboa

Já o Porto, que também deu nome a um vinho saboreado em todo o mundo, foi novamente eleito em 2014 como Melhor Destino Europeu  e é uma das 14 cidades top eleitas pela British Airways para visitar. Antes disso foi a 2ª cidade nos Travellers’Choice 2013 do TripAdvisor para os destinos em crescimento na Europa.

       World Travel Awards - Europe Leading City Break Destaination                        Condé Nast Traveler - Mejor Pais 2014


Cruzeiros Portugal

O mar é uma via de comunicação natural para chegar a Portugal e um bom ponto de partida para conhecer a história deste país de navegadores.

Aqui aportam barcos de todo o mundo seja pelo Oceano Atlântico, a oeste, ou pela via de acesso ao Mar Mediterrâneo, a sul, e nos arquipélagos da Madeira e dos Açores.

Neste ponto de ligação entre a Europa e o continente americano, recebe-nos um país com uma longa história e uma cultura milenar. 

Quem vem em cruzeiro encontra nas cidades do Porto, Lisboa e Portimão muitos pontos de interesse que vale a pena conhecer. Também Ponta Delgada, na ilha de São Miguel do Arquipélago dos Açores, ou a cidade do Funchal, na ilha da Madeira, recebem os seus visitantes por mar com todo o conforto e simpatia.


Ao longo da costa no Centro de Portugal

Não deixe de…
  • praticar desporto no areal da Figueira da Foz
  • saborear peixe grelhado num esplanada à beira-mar
  • fazer um passeio de moliceiro na Ria de Aveiro
  • observar aves aquáticas na Reserva Natural das Dunas de São Jacinto
  • assistir à chegada dos barcos de pesca nas Praias de Mira ou da Vagueira
  • provar o pão-de-ló de Ovar

Praias de areal muito largo limitadas por encostas resguardadas por dunas e pinhais, com areia branca e fina e mar batido de um azul profundo… assim é o litoral do Centro de Portugal. Imagens de grande beleza que podemos descobrir num passeio ao longo da costa, da Figueira da Foz até Esmoriz. 

Da Figueira a Mira

Alegre, cheia de vida e animação, a Figueira da Foz é uma das principais estâncias de veraneio. Para além do enorme areal onde se pode jogar futebol, vólei e um sem número de atividades, é conhecida pelo casino inaugurado no final do século XIX, altura em que a aristocracia enchia os seus elegantes salões. Hoje em dia recebe muitas provas desportivas, do surf à motonáutica, da vela ao rugby de praia, mantendo sempre o seu carácter cosmopolita. Seja verão ou inverno, ciclistas e patinadores são presença garantida na sua marginal que nos conduz à Praia de Buarcos, protegida dos ventos norte pelo Cabo Mondego

Seguindo a estrada florestal chegamos a outra praia - Quiaios, uma aldeia simpática de casas pequenas. A norte, encontram-se as Lagoas da Vela e das Braças, zona de piqueniques e de observação de aves aquáticas. Mais acima a praia da Tocha. Aqui ainda podemos admirar o engenho de construção dos velhos palheiros, assentes em esteios de pinho que foram erguidos pelos pescadores com madeira das matas da região. Serviam para guardar os seus utensílios e muitos deles hoje em dia são casas de férias. O areal dourado prolonga-se até à Praia do Palheirão, selvagem e quase deserta, um pedaço de natureza intacta rodeada de pinhal. 

A estrada florestal leva-nos à Praia de Mira, pequena aldeia piscatória até à primeira parte do século XX. Tanto aqui como na Praia da Vagueira, ainda se pratica a arte xávega, em que os barcos coloridos usam a técnica tradicional da pesca de arrasto, sendo hoje em dia os tratores a puxar as redes para a areia, substituindo assim as juntas de bois que antigamente desempenhavam essa tarefa. 

Perto de Aveiro
Na Praia da Costa Nova os pitorescos palheiros de madeira estão pintados às riscas de cores garridas, uma imagem de postal que todos gostam de registar. A Praia da Barra com o seu farol centenário, o mais alto do país, marca o ponto de encontro da Ria com o oceano, no final de uma língua de terra que tem início a vários quilómetros a sul no Areão. Apesar de se situar mais para o interior, junto a um dos braços da ria, Ílhavo é uma cidade ligada ao mar, cuja população teve um papel importante na pesca do bacalhau nos mares de gelo da Terra Nova. A memória desta história de séculos está bem representada no Museu Marítimo de Ílhavo e na gastronomia local. 

Numa imagem única de comunhão entre a terra e o mar, Aveiro é invadida pela ria, cujos braços se estendem pelo meio do casario em inúmeros canais. Atravessando a Ria de barco chegamos rapidamente à Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, uma grande área ao longo da costa. Num perfeito estado de conservação, é um espaço privilegiado para a observação da natureza, sobretudo das aves aquáticas que aqui se refugiam e nidificam, a que se soma outro grande atrativo - a Praia de São Jacinto, quase selvagem com um areal sem fim. 

Da Torreira a Esmoriz
A norte, a Praia da Torreira também se insere no cordão litoral que separa a Ria do mar, um areal contínuo sem interrupção que se estende ao longo de 25 quilómetros desde a Praia de São Jacinto e prossegue até à Praia do Furadouro. Aqui, quem quer fazer praia e desportos aquáticos tem sempre possibilidade de escolha: de um lado o mar, agitado, excelente para a prática de surf, e do outro as águas da Ria, mais tranquilas, ideais para vela ou windsurf. 

Ovar, alguns quilómetros para o interior, vale bem a pena o desvio pelo seu famoso pão-de-ló, que complementa na perfeição a gastronomia regional em que o peixe tem lugar de destaque. Neste conjunto de praias que inclui ainda a norte a Cortegaça e Esmoriz, conservam-se as tradições da pesca artesanal que à mesa se transforma em deliciosos pratos, como as características enguias de escabeche ou de caldeirada e muitas outras formas de saborear o peixe fresco. Uma oportunidade a não perder quando se passeia pelo litoral.


Cascais e a Costa do Estoril

Não deixe de…
  • saborear uma refeição de peixe fresco, com vista para o mar
  • conhecer Cascais de bicicleta
  • comer um gelado, à beira mar
  • ir à praia
  • aprender a fazer surf
  • divertir-se nas noites quentes de verão de Cascais e do Estoril

Cascais e o Estoril, na costa a norte de Lisboa, tornaram-se um dos locais mais cosmopolitas e turísticos de Portugal, a partir do momento em que o rei D. Luís I escolheu a baía para sua residência de verão, no final do séc. XIX.

O clima ameno e uma média de 260 dias sem chuva por ano foi com certeza um motivo forte para esse facto e para as famílias mais abastadas da época seguirem a casa real e aí terem as suas vivendas e palacetes. Vale a pena fazer o passeio e sentir ainda hoje o ambiente desses tempos.

Para lá chegar, ir pela estrada marginal de Lisboa até Cascais ou de comboio é uma boa opção. É um percurso muito cénico, sempre acompanhando o rio Tejo e as concorridas praias da costa do Estoril. Ao longo do caminho, passamos por vários fortes que defendiam a capital, em fogo cruzado com o Forte do Bugio, bem no meio da foz, entre Santo Amaro, de um lado, e a Trafaria, na outra margem.


Ir à praia em Lisboa

Não deixe de…
  • passear ao longo da praia
  • dar um mergulho no Oceano Atlântico
  • jantar ao pôr-do-sol, vista mar
  • provar o marisco

Situada no encontro da foz do Rio Tejo com o Oceano, Lisboa é uma cidade com uma forte ligação ao mar, a única capital europeia com praias atlânticas.

Por isso, é imprescindível dar um passeio ao longo da costa ou até fazer uns dias de praia.

Com mais de duas dezenas de praias com Bandeira Azul, a costa tem ótimas condições para a prática de desportos náuticos e atrai surfistas e bodyboarders de todo o mundo, com todos os níveis de experiência.

Dizem os entendidos que aqui se encontram as melhores ondas da Europa, com grande diversidade de tipos de onda e de fundo, de areia ou de laje.

 


Praias

Ao longo de mais de 850 quilómetros, a costa portuguesa possui um tão grande número de praias de areia fina e branca, que é quase impossível contá-las. Todas banhadas pelo oceano Atlântico e todas diferentes, são sítios de uma beleza difícil de descrever, pelo que nada melhor do que vir descobri-las.

As mais conhecidas são as do Algarve. Com três mil horas de sol por ano e águas tépidas, ao longo de 200kms há praias para todos os gostos e muitos resorts de sonho. Dos areais a perder de vista aos mais pequenos aconchegados por rochas recortadas, imagem de marca da região, são múltiplas as opções que acompanham um mar transparente e tranquilo, ideal para a prática de diversos desportos náuticos.

Sagres, no extremo sudoeste do continente europeu, marca a transição. Está situada na Costa Vicentina que com o sudoeste alentejano constituem um dos mais bem preservados trechos do litoral europeu. Aqui há praias desertas de uma beleza selvagem onde podemos usufruir de um contacto ímpar com a natureza. E perto de Sines começa um areal que se estende ao longo de mais 60kms só terminando em Troia, um desafio para os entusiastas das caminhadas!

Já as praias da Costa da Caparica são muito queridas dos lisboetas, que em redor da capital têm variadíssimas opções para banhos de sol e mar. Da linha do Estoril, cosmopolita com marcas de uma época de ouro em que foi refúgio de reis e nobreza, às recatadas praias da zona idílica de Sintra, a variedade é grande. E o mar tem a ondulação perfeita para o surfing, que tem o expoente máximo um pouco mais a norte nas praias da Ericeira, Peniche e Nazaré

No centro, encontram-se areais muito largos, a que a pesca artesanal acrescenta um colorido pitoresco. E mais a norte, as águas mais frias e o mar revigorante são temperados pelo ambiente hospitaleiro e pelos bons ares das serras e das florestas. E ainda temos as ilhas. Se no arquipélago da Madeira se destaca o longo areal dourado da ilha de Porto Santo com propriedades terapêuticas, nos Açores encontramos areias de cor negra com origem vulcânica, emolduradas por todos os tons de verde de uma natureza preservada.

Com todas estas diferenças há uma característica comum – a qualidade. Seguras e com uma vasta oferta de serviços de apoio e diversão que garantem todas as necessidades dos utilizadores, um grande número de praias portuguesas recebe todos os anos a bandeira azul da Europa, um galardão que comprova as suas excelentes condições. 

Outro galardão que muitas das nossas praias se orgulham de exibir é o de praia acessível. É assim que estão identificadas aquelas que têm acessos para pessoas com dificuldades de locomoção, muitas delas disponibilizando mesmo equipamentos que permitem que todos usufruam dos banhos de mar. 

E em Portugal os atrativos das praias não se cingem à época balnear. Ao longo de todo o ano são os lugares certos para passear, praticar desporto, contemplar a natureza ou saborear a deliciosa gastronomia portuguesa, em que o melhor peixe do mundo e o marisco têm lugar de destaque, sempre com deslumbrantes vistas sobre o mar. Haverá melhor programa?


Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close