www.visitportugal.com

Live Chat

Funchal - Itinerário Acessível

Mapa do Funchal - Itinerário Acessível
Foto: ICVM
Photo: ICVM

Um bom clima e a beleza natural fazem do arquipélago da Madeira uma escolha segura para visitar em qualquer altura do ano. Para além dos passeios na natureza, das atividades ao ar livre e de uma volta pela ilha, não deixe de fazer um itinerário pela cidade do Funchal.

O Funchal foi distinguido com o Prémio Cidade Acessível 2017 (“Access City”), atribuído pela Comissão Europeia, resultado dos esforços que têm sido feitos para assegurar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida a praias, pontos turísticos, hotéis e a espaços públicos na cidade madeirense.

Para o ajudar na visita, acompanhe este itinerário com o mapa.

Há 500 anos, a baía do Funchal era paragem obrigatória nas rotas comerciais da expansão marítima, uma importância que se reflete no património secular e nos diversos pontos de interesse da cidade, que pode começar por conhecer com um passeio junto à Marina (2) e pela Avenida do Mar (4). O pavimento em cimento ou em pavê permite uma deslocação regular e estável, o que, aliás, é representativo do que vai encontrar pois, no geral, as ruas são regulares e sem inclinação, permitindo uma circulação bastante confortável. Mesmo na zona velha, onde o pavimento é de empedrado irregular, existem corredores centrais que facilitam a deslocação. Os passeios são amplos e contínuos, com passadeiras rebaixadas ou niveladas, sem obrigar a alterações de percurso e, nas zonas de maior trânsito, existe sinalização luminosa e sonora de apoio. No entanto, é necessário ter em conta que a cidade não tem pavimento tátil.

Marina do Funchal
Photo: Marina do Funchal ©Turismo da Madeira

Entrando no centro histórico, um dos primeiros monumentos a visitar é a Sé do Funchal (5). Datada do séc. XVI, e em estilo gótico na origem, tem um interessante teto de alfarge em madeira trabalhada ao gosto mudéjar que justifica a visita. Na parte traseira, existe uma entrada nivelada e no interior encontram-se alguns degraus, embora seja um espaço amplo.

Muito próximo, encontra-se o Museu de Arte Sacra (6) e a Igreja de São João Evangelista (8), ambos na Praça do Município (7). Este edifício jesuíta, também conhecido como Igreja do Colégio, de fachada austera, tem uma decoração interior surpreendente, ao gosto barroco português, em que se combina na perfeição a talha dourada e os painéis de azulejo. Neste caso, o acesso a pessoas em cadeira de rodas não é fácil devido aos degraus na entrada, mas é assegurada por uma rampa na porta lateral direita. O interior é amplo, embora tenha algumas barreiras como degraus e áreas salientes, sobretudo nas naves laterais. Quem desejar, tem disponível um equipamento áudio de apoio à visita. No caso do Museu de Arte Sacra, a entrada e a circulação podem ser dificultadas por degraus mas têm disponível material em Braille e documentos ampliados.

Centro Histórico
Photo: Funchal ©Turismo da Madeira

Seguindo a Rua 31 de Janeiro em direção ao mar, irá encontrar a Rua Fernão de Ornelas que vai até à Rua do Visconde de Anadia. Do lado esquerdo, a uns minutos, fica o Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (10), onde se pode saber um pouco mais sobre estes produtos regionais tão apreciados. No entanto, ter em atenção que a entrada é inacessível e a circulação no interior é dificultada por algumas barreiras que poderão impedir a visita a todos os espaços.

Também perto da Rua do Visconde de Anadia, o Mercado dos Lavradores (10) é uma visita a não perder sobretudo pelo colorido das bancas de frutas exóticas e de flores. É uma oportunidade de ver e mesmo comprar os ingredientes da saborosa gastronomia madeirense. Durante a estadia irá certamente provar as diversas especialidades, como as lapas, os bifes de atum e os filetes de peixe-espada, a espetada de carne de vaca em pau de louro com o milho frito e ainda o bolo de mel. Assim como o vinho licoroso Madeira, que foi tão apreciado nas cortes europeias onde ganhou fama durante os séculos XVII e XVIII.

Mercado dos Lavradores
Photo: Mercado dos Lavradores, Funchal ©Arquivo Turismo de Portugal

Continuando pela rua do Hospital Velho ou pela Rua de Santa Maria, ruas parcialmente acessíveis com empedrado irregular e trepidação, chegar-se-á ao Forte de São Tiago (12), um bom miradouro sobre o Funchal. 

A Madeira é reconhecida pela natureza exuberante e pela existência de muitos jardins e zonas verdes. O Jardim Municipal (3) e o Parque de Santa Catarina (1) são dois bons exemplos de espaços acessíveis que podem ser muito apreciados para uns momentos de puro lazer e descanso.



Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Faça login através de redes sociais
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close