www.visitportugal.com

Live Chat

Monumentos

Representa POIs do Tipo Monumentos

Catedral de Bragança (Sé Nova)

Catedral de Bragança (Sé Nova)

Monumentos

A primeira catedral construída no século XXI

Dedicada a Nossa Senhora Rainha, a atual Sé Catedral de Bragança foi desenhada pelo arquiteto Vassalo Rosa, sendo a primeira catedral portuguesa construída no século XXI. Veio substituir a antiga Sé, construída durante o século XVI por iniciativa do município com o apoio do duque D. Teodósio, que inicialmente se destinara a ser um convento para as freiras Clarissas (da ordem de Santa Clara) e fora ocupado entre 1562 e 1759 pela Companhia de Jesus, que ali instalara um Colégio. Em 1764, quando a sede do bispado foi transferida de Miranda para Bragança, essa igreja sofreu obras de ampliação e foi promovida a Sé Catedral.

No entanto, logo em 1768 o bispo local, D. Frei Aleixo, enviou uma carta ao Marquês de Pombal, Secretário de Estado e Ministro do Reino, informando-o da vontade de construir uma nova Sé. Desde essa data, e devido a uma sucessão de contratempos, tal sonho foi sucessivamente adiado. Só em meados do século XX houve condições para o lançamento de um concurso, tendo sido seleccionado o projeto dos arquitetos Luís Vassalo Rosa e Francisco Figueira. Todavia, a edificação da catedral só ganhou forma em 1982, com o lançamento da primeira pedra, e o início oficial das obras ocorreu seis anos mais tarde, após mais uma série de adiamentos relacionados com a configuração e a estrutura do projeto.

Inaugurada em 7 de Outubro de 2001, a Igreja de Nossa Senhora Rainha ou Sé Nova ocupa hoje uma área total de 10 mil metros quadrados, onde os assentos foram distribuídos em anfiteatro e a zona envolvente possui um desenho pentagonal, que a distingue e lhe confere uma aparência caracteristicamente contemporânea. Todo o edifício reflete a região circundante, desde os materiais de construção à vegetação implantada nos jardins e mesmo à orientação das portas.

No interior, o sacrário tem a forma geográfica do distrito de Bragança, e, por trás do altar-mor, os traços fisionómicos na expressão do Cristo desenhado no painel cerâmico de Mário Silva revelam-se nordestinos.

Contactos

Morada:
Av. Eng. Amaro da Costa, 9
5300-146 Bragança
Telefone:
+351  273 329 182


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Torre Fernandina - Elvas

Torre Fernandina - Elvas

Monumentos

A Torre Fernandina é uma torre do séc. XIV que foi construída na segunda muralha islâmica. Visitável, tem no seu interior uma exposição dedicada às diversas fortificações da cidade, que foram alvo de classificação como Património Mundial.

Contactos

Morada:
Rua da Cadeia, 33
7350-117 Elvas
Telefone:
+351 268 639 740


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela de Nossa Senhora da Ponte - Barcelos

Capela de Nossa Senhora da Ponte - Barcelos

Monumentos

Foi instituída em 1328 e reformulada no séc. XVII, sob o alpendre podem ainda ver-se os bancos e pias de pedra (lava-pés) para descanso dos peregrinos.

Contactos

Morada:
4755-060 Barcelos


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Estação Arqueológica de Leceia

Estação Arqueológica de Leceia

Monumentos

Contactos

Telefone:
+351 214 301 031

Universidade de Évora

Universidade de Évora

Monumentos

A criação da Universidade de Évora remonta ao século XVI quando o Cardeal D. Henrique, 1º Arcebispo de Évora, com autorização do rei D. João III, mandou construir um edifício para alojar uma comunidade de seminaristas Jesuítas. Em 1553, as instalações foram alargadas, tendo sido erigido o Claustro da Botica, que deu origem ao Colégio do Espírito Santo, administrado pela Companhia de Jesus. A primeira aula foi leccionada a 28/8/1553. Passados 6 anos, a 15/4/1559, foi criada a 2ª universidade em Portugal através da Bula Papal Cum a Nobis, emitida pelo Papa Paulo IV. A primeira abertura solene do ano académico decorreu no Dia de Todos os Santos em 1 de novembro de 1559. 

Dois anos mais tarde, iniciou-se um novo alargamento do edifício com a construção do Pátio dos Gerais. Na época, a universidade estava autorizada a lecionar todas as matérias com exceção da Medicina, do Direito Civil e parte do Direito Canónico. Os ensinos inicialmente foram de Filosofia, Moral, Escritura, Teologia Especulativa, Retórica, Gramática e Humanidades. Mais tarde, no reinado de D. Pedro II foi introduzido o ensino da Matemática, da Geografia, da Física e da Arquitetura Militar.

Após 200 anos de destaque pelo seu papel de formação de elites e de missionários do reino, a universidade foi encerrada, a 8 de fevereiro de 1759, pelo Marquês do Pombal e os jesuítas foram expulsos de Portugal. Nos 200 anos seguintes, a Universidade de Évora permaneceu encerrada até à sua recriação em 1973, voltando a abrir as suas portas como Universidade pública. Durante este período muitas outras instituições de vocação pedagógica passaram por este belo edifício de forma isolada ou em regime de coabitação: Professores Régios da Reforma Pombalina (1762), a Ordem Terceira de S. Francisco sob a protecção de Frei Manuel do Cenáculo (1776), a Real Casa Pia (1836), O Liceu Nacional (1841), a Escola Comercial e Industrial (1915) e o Instituto Universitário de Évora (1973). 

Nos dias de hoje, a Universidade de Évora, é uma instituição moderna e inovadora, afirmando-se pela qualidade da investigação e dos ensinos que ministra aos seus alunos, seguindo o lema de Luís de Camões "Honesto estudo com longa experiência misturado", concilia o largo passado de tradição pedagógica, cultural e científica com as avançadas exigências da modernidade e da tecnologia, oferecendo um variado leque de opções de formação nas áreas humanísticas, cientificas, tecnológicas e artísticas.

Contactos

Morada:
Largo dos Colegiais, nº 2
7000 Évora
Telefone:
+351 266 740 800
Fax:
+351 266 740 806


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela de Santa Maria - São João da Madeira

Capela de Santa Maria - São João da Madeira

Monumentos

Capela de construção recente (1903), este monumento é vulgarmente conhecido como Capela de Casaldelo e foi mandado construir por António Ferreira Porto.

Cercada por um recinto gradeado, pode-se observar, na empena da frontaria da capela, uma pequena imagem da padroeira, em mármore, embutida num nicho.

Interiormente, em contraste com os laçados, dispõe duma pequena capela-mor. O retábulo é moderno, trabalhado a laca e folha de ouro decorado com a escultura de Santa Maria.

Contactos

Morada:
Rua de Moçambique
3700-194 São João da Madeira


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Santuário de Nossa Senhora dos Milagres

Santuário de Nossa Senhora dos Milagres

Monumentos

Foi construído com os donativos da população de S. João da Madeira, fruto da vontade de uma comissão constituída para o efeito em 1930, tendo sido inaugurado em 6 de Novembro de 1938, em ato presidido pelo Bispo do Porto. Situa-se num espaço verde denominado por Parque Nossa Senhora dos Milagres, um dos mais apreciados parques urbanos da cidade.

Reporta-se ao período neorromânico, tendo na sua fachada uma imagem de Cristo crucificado, em mármore. Dentro do templo existe uma imagem, em madeira, de Nossa Senhora dos Milagres.

Contactos

Morada:
Parque de Nossa Senhora dos Milagres
3700 São João da Madeira


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Capela de Santo António - São João da Madeira

Capela de Santo António - São João da Madeira

Monumentos

Depois da Igreja Matriz, a Capela de Santo António é o monumento paroquial mais rico de significado etnográfico e social.

Inaugurada em 13 de Outubro de 1935, esta capela é da autoria do Arquiteto João Queirós, cujo projeto veio substituir a capela original datada de 1680 e demolida em 1934.

Tem a particularidade de no seu interior ter uma inscrição com os nomes dos beneméritos que ajudaram à sua criação.

Contactos

Morada:
Largo de Santo António
3700-260 São João da Madeira


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Igreja Matriz de São João da Madeira

Igreja Matriz de São João da Madeira

Monumentos

Foi construída em 1884 e impõe-se pela sobriedade das suas linhas arquitetónicas e pela grandeza e solidez do edifício.

Da autoria do grande Mestre de Engenharia, professor António Araújo e Silva, da Escola do Porto, a Igreja Matriz é de invocação de S. João Baptista.

No seu interior existe uma enorme riqueza, beldade e variedade, tanto em talha dourada como em motivos iconográficos e esculturais.

Atrás desta Igreja passava a via militar romana de Talóbriga e Lancóbriga.

Contactos

Morada:
Rua da Igreja
3700-137 São João da Madeira


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Basílica de Santa Luzia

Basílica de Santa Luzia

Monumentos

A construção deste templo dedicado a Santa Luzia e ao Sagrado Coração de Jesus teve início em 1904, estendendo-se até 1959. A autoria é do arquiteto Miguel Ventura Terra, tendo-lhe sucedido o arquiteto Miguel Nogueira, após o falecimento do seu mestre em 1919.

A tipologia arquitetónica é de inspiração românico-bizantina, integrando-se na arquitetura revivalista que marcou a viragem de século. As suas imponentes rosáceas são as maiores da Península Ibérica e as segundas maiores da Europa.  

Pode-se subir ao Monte de Santa Luzia de funicular (elevador), de viatura ou através do escadório. Deste local domina-se um importante trecho do Vale do Lima e uma grande parte da orla marítima, a norte e a sul do estuário do rio, assim como a verdejante serra. Este panorama foi considerado pela National Geographic Magazine como o 3º mais belo do Mundo. 

Contactos

Morada:
Monte de Santa Luzia - Apartado 21 
4901-909 Viana do Castelo
Telefone:
+351 258 107 836 / 961 660 300


Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização e Tratamento de Dados Pessoais

close