www.visitportugal.com

Live Chat

Localidades

Representa POIs do Tipo Localidade

Ponte de Lima

Ponte de Lima

Localidades

A ponte romana que atravessa o Rio Lima neste local deu origem ao nome desta antiga vila. O primeiro foral foi-lhe concedido em 1125 por D. Teresa, a mãe do primeiro Rei de Portugal, antes ainda da fundação do reino.

No centro de uma região agrícola rica, onde é produzido o famoso Vinho Verde, o seu património integra um grande número de solares e casas apalaçadas, muitos das quais oferecem actualmente alojamento na modalidade de Turismo de Habitação.

Esta vila tradicional regista quinzenalmente grande animação no areal das margens do rio quando se realiza a feira originária da Idade Média, onde também se realiza em Junho outro evento tradicional "A Vaca das Cordas". Em Setembro a vila volta a registar grande animação com a realização das Feiras Novas, as festas do concelho.

Ponte de Lima é um dos quatro municípios que integram o Vale do Lima. Nesta região, percorrer a Rota dos Gigantes é uma forma de conhecer os locais onde nasceram quatro grandes figuras históricas que levaram Portugal aos quatro cantos do mundo.

Fernão de Magalhães, o Navegador, de Ponte da Barca, comandou a primeira viagem de circum-navegação provando que a Terra é redonda. Em Ponte de Lima nasceu o Beato Francisco Pacheco (O Santo), Mensageiro da Companhia de Jesus e um dos primeiros missionários jesuítas no Japão. João Alvares Fagundes (o Descobridor), de Viana do Castelo, explorou e descobriu Terra Nova no Atlântico Norte, importante zona de pesca do bacalhau. Originário de Arcos de Valdevez era o Padre Himalaya, o inventor, estudioso científico das energias renováveis que representou Portugal na Exposição Universal de St. Louis, nos Estados Unidos. Mais informação em http://www.valedolima.com




Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Almancil

Almancil

Localidades

Pequena aldeia algarvia que vale a visita sobretudo pela Capela de São Lourenço de Matos, cujo interior é um dos melhores exemplos de cobertura azulejar do séc. XVIII.

No espaço envolvente que mantém muito do carácter e encanto do antigo Algarve, um conjunto de edifícios antigos cuidadosamente preservados foi utilizado para alojar uma galeria de arte.

Em Almancil tem ainda a oportunidade de encontrar boas peças de cerâmica tradicional.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Vilamoura

Vilamoura

Localidades

Vilamoura é actualmente uma das maiores estâncias de lazer da Europa.

Campos de golfe, ténis, equitação, equipamentos para a prática de tiro e pesca, um casino e um aeródromo, são complementos de um complexo turístico onde a grande estrela é a marina.

Não só pela sua dimensão - a maior do país, com 1300 postes de amarração - e infra-estruturas excepcionais, mas também por ser visualmente bastante atractiva e ter um passeio entre bares, hotéis, restaurantes e um clube náutico fazem as delícias daqueles que por lá passam, a marina é a coqueluche do complexo.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Buçaco

Buçaco

Localidades

Ampla e majestosa floresta, a Serra do Buçaco é um verdadeiro jardim botânico onde se poderão encontrar cerca de 700 espécies nativas e exóticas, protegidas por um Decreto papal do séc. XVII que ameaçava de excomunhão quem lhes causasse danos. De entre as espécies destaca-se o Abeto do Cáucaso, o Cedro do Buçaco ou a Sequóia sempre verde (árvore de grande porte que pode atingir os 100m de altura).

Foi no séc. XVI, que o Vigário Geral dos Carmelitas Descalços achou este o local ideal para constituir um ermo, isto é, um local onde os frades se pudessem dedicar à vida contemplativa em contacto com a Natureza. Assim, mandaram aqui erigir um modesto convento, e várias ermidas e capelas penitenciais espalhadas pela Mata, que em conjunto com os numerosos lagos e cruzeiros dão a este local um ambiente mágico. A beleza deslumbrante da Serra, em que se destacam locais como o Vale dos Fetos e a Fonte Fria, poderá ser admirada do Miradouro da Cruz Alta.

Do convento original, hoje apenas se podem visitar os claustros, a capela e algumas celas, uma vez que, parte da sua área deu lugar no séc. XIX, a um palácio em estilo neo-manuelino, hoje convertido num Hotel de luxo.

No séc. XIX, a Serra do Buçaco foi palco da vitória dos Portugueses sobre as tropas invasoras de Napoleão, facto que é relembrado num obelisco e no Museu Militar, e que é celebrado anualmente a 27 de Setembro.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Sesimbra

Sesimbra

Localidades

Pitoresca vila piscatória situada junto a uma baía abrigada, Sesimbra foi fundada no topo da colina, em redor do castelo dos Mouros que o 1º rei de Portugal, D. Afonso Henriques conquistou em 1165. Este castelo caíu de novo na posse dos mouros em 1191, tendo sido reconquistado no reinado de D. Sancho I (séc. XIII) que o doou à Ordem de Santiago para defesa e povoamento. Mais tarde, no séc. XVIII foi restaurado, sendo actualmente um ponto de visita obrigatória de onde se pode admirar uma paisagem verdadeiramente deslumbrante sobre a vila e o mar.

Foi a riqueza piscícola do mar de Sesimbra que fez com que o núcleo populacional descesse do alto da colina e se deslocasse para as suas proximidades, transformando-se esta vila num dos principais portos de pesca da região.

Foi também o mar que durante o séc. XX atraiu forasteiros que procuravam as excelentes praias abrigadas com óptimas condições para a prática de desportos náuticos, que tornaram esta pacata localidade numa concorrida estância de veraneio.

Nas redondezas, merece uma visita o Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, junto ao qual na falésia são visíveis algumas pegadas de dinossauros.

Destaque especial merece também a excelente gastronomia regional em que os mariscos e peixes frescos são o elemento principal, e que se podem apreciar nos muitos restaurantes aqui existentes.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Aveiro

Aveiro

Localidades

Junto à Ria, vasta bacia lagunar onde as águas doces do rio Vouga se misturam com as águas do mar, Aveiro, cortada por ruas aquáticas onde deslizam os coloridos barcos moliceiros, é uma das cidades mais interessantes do litoral português.

A sua fundação terá ocorrido ao tempo do imperador romano Marco Aurélio. Devido à existência de numerosas aves palmípedes que povoavam esta área lagunar, o seu primeiro nome terá sido Aviarium.

D. João I (r.1383-1433) doou a povoação a seu filho, o infante D. Pedro que ordenou a construção das suas primeiras muralhas, entretanto desaparecidas. Mais tarde, D. João II (r. 1481-1495), fez dela doação a sua irmã, a Infanta D. Joana, recolhida no convento de Jesus, que hoje é o Museu de Aveiro.

No séc. XVI, o desenvolvimento da indústria do sal, da agricultura e da pesca e as primeiras campanhas de pesca na longínqua Terra Nova em 1501 trouxeram a Aveiro uma época de prosperidade que lhe valeu o foral de 1515, outorgado pelo rei D. Manuel I. Porém, no Inverno de 1575, fortes tempestades destruíram o profundo canal de comunicação entre a ria e o mar, por onde transitavam os grandes navios que aportavam em Aveiro, destruindo o comércio marítimo, a pesca e a actividade salineira.

No séc. XIX foi construída a Barra Nova. A sua abertura para o Oceano, em 1808, originou a formação de um largo canal de com cerca de 264 m de largura e entre 4 e 6 de profundidade, que abriu a Ria para o mar reconstituindo a fonte da vida e da sobrevivência da região.

A Ria comunica com Aveiro através de 3 canais: o das Pirâmides (marcado à entrada por duas pirâmides de pedra), que se prolonga no canal Central, o canal de São Roque, que limita a cidade a Noroeste e a separa das salinas; e o canal dos Santos Mártires (ou do Paraíso) que corre para Sudoeste.

A partir do canal Central eixo de referência da cidade, pode construir dois itinerários em Aveiro: - na Margem Esquerda, veja os graciosos edifícios Arte Nova, reflectidos no canal, deambule pelo Mercado do Peixe, pelo bairro da Beira Mar e junto das margens dos canais absorvendo a brisa leve da maresia; - na Margem Direita, visite o Museu de Aveiro, no Convento de Jesus. Monumentos e igrejas, uma vida citadina que se move sob a luz translúcida da Ria completam a sedução desta cidade litoral.

Evidentemente que é indispensável conhecer a Ria de Aveiro. Nos dois circuitos propostos ficará a conhecer o labirinto dos canais, as dunas brancas junto ao mar, as extensões imensas de marinhas com as suas pirâmides de sal. Se gosta de passear a pé pela Natureza, a Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, é uma proposta irrecusável.




Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

São Martinho do Porto

São Martinho do Porto

Localidades

Ano após ano, a baía de São Martinho do Porto, em forma de concha abrigada, é frequentada pelas mesmas famílias que há muito tempo a seleccionaram como o local predilecto para férias e fins-de-semana.

Muito concorrida durante o verão, em que se transforma numa estância de férias verdadeiramente cosmopolita, tem vindo a ser aqui dinamizada nos últimos anos a prática de diversos desportos radicais como a escalada, windsurf e canoagem.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Alte

Alte

Localidades

Aldeia mais típica do Algarve no dizer de muitos, Alte tem a sua origem na ocupação romana.

As ruas do centro histórico mantêm muito do seu carácter nas casas caiadas, nas janelas e platibandas debruadas a cor, nas chaminés rendilhadas e na tranquilidade envolvente.

O espaço em redor da igreja é um encantador "postal turístico" do verdadeiro Algarve.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Vila Real

Vila Real

Localidades

Cidade capital da província de Trás-os-Montes, Vila Real ergue-se a 427 m sobre um promontório que forma como que uma península entre os rios Corgo e Cabril, sobre o qual sobressai o seu gracioso casario.

O primeiro foral de Vila Real foi concedido por D. Dinis (r. 1279-1325), em 1289. Por ele, garantia o rei aos seus habitantes o direito de recusar hospedagem a fidalgos e cavaleiros, que assim deveriam pernoitar fora dos seus muros. Tal não impediu que a Vila viesse a acolher nos sécs. XVII, XVIII e XIX muitas nobres famílias, cujas residências foram sendo absorvidas no tecido urbano.

Hoje, quem visita Vila Real não deixará de ficar surpreendido à vista das numerosas pedras de armas que enobrecem as fachadas de muitos edifícios. O brasão da cidade, gravado com uma espada e um bastão, resume a história do seu primeiro conde.

Cidade bonita e aprazível, onde o olhar se perde pelas montanhas que a rodeiam, comece por conhecer o local onde, no séc. XIII, se fixaram os primeiros moradores, a "Vila Real medieval", prosseguindo pela "Vila Real antiga" e terminando o seu passeio no frondoso Parque do Município, junto da moderna Vila Real. Aqui sugerimos a subida ao alto do Calvário, onde terá uma bonita perspectiva semi-circular sobre a cidade, abrangendo, a poente, as serras do Marão e do Alvão e, a sul, a cadeia montanhosa de Montemuro. Para norte deste miradouro ficam os bairros modernos, que se têm vindo a desenvolver nos últimos cem anos.

A cerca de 3 Km da cidade procure uma das mais notáveis jóias do Barroco português: o Palácio de Mateus.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Almeida

Almeida

Localidades

Classificada como Aldeia histórica, Almeida é uma vila fortificada que vista do ar parece uma estrela de 12 pontas, tantas quantos os baluartes e revelins que rodeiam um espaço com um perímetro de 2500 metros. Esta notável praça-forte foi edificada nos sécs. XVII-XVIII, em redor de um castelo medieval, num local importantíssimo como ponto de defesa estratégico da região, uma vez que se situa num planalto a cerca de 12 kms da linha fronteira com Espanha, definida pelo Tratado de Alcanices em 1297, data em Almeida passou a ser portuguesa.

Almeida é um dos melhores exemplares de fortificação abaluartada existente em Portugal, de que são características as muralhas em cantaria rodeadas por um vastíssimo fosso que dificultava a passagem dos invasores, os baluartes estrategicamente colocados que permitiam a observação de todo o território em redor, as três portas abertas em túnel e abobadadas, as portas falsas para enganar invasores, as casamatas subterrâneas que, dotadas de todo o tipo de serviços necessários à sobrevivência em caso de guerra, poderiam servir de abrigo a toda a população.

Almeida foi palco de lutas ao longo dos séculos, destacando-se as Guerras da Restauração (séc. XVII), em que os espanhóis foram definitivamente afastados do trono de Portugal, e as invasões francesas no séc. XIX em que esteve cercada durante um longo período pelas tropas napoleónicas, tendo o seu castelo e parte da muralha sido gravemente danificados pela explosão de uma enorme quantidade de pólvora armazenada nos paíóis, o que provocou a sua rendição.

No interior da fortificação, vale a pena visitar o conjunto harmonioso do casario, e numerosos edifícios religiosos e civis espalhados por ruas estreitas que conservam a atmosfera de outros tempos.



Calcular
É necessário seleccionar um ponto de partida.

Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close