www.visitportugal.com

Sugestões

Angra do Heroísmo - Itinerário Acessível

Na terceira ilha dos Açores a ser descoberta pelos navegadores do séc. XV, Angra do Heroísmo foi a primeira cidade do arquipélago, estrategicamente situado no Oceano Atlântico.

Angra ganhou importância como entreposto comercial e serviu de escala nas rotas de navegação entre a Europa, as Américas e a Índia, servindo como ponto de escoamento dos diversos produtos das outras ilhas assim como um dos principais pontos de chegada, o que se mantém até aos dias de hoje devido ao Aeroporto Internacional das Lajes. 

A sua longa história e o património construído ao longo de séculos levaram a que o centro histórico fosse classificado Património Mundial. A cidade, assim como muitas outras localidades dos Açores, tem uma beleza especial que resulta do contraste entre a natureza exuberante e a pedra escura utilizada na construção, reveladora da origem vulcânica das ilhas.

Marina de Angra do Heroísmo
Photo: Marina de Angra do Heroísmo ©Arquivo Turismo de Portugal

Acompanhe o seu itinerário com o mapa

Para visitar a cidade, sugerimos um itinerário com início na Marina de Angra, subindo a Rua Direita (9) para chegar a um ponto central da cidade, a Praça Velha (8), de onde pode definir a visita aos vários pontos de interesse. Também o poderá fazer pela Rua do Espírito Santo mas nesse caso, os passeios estreitos forçarão a que se desloque na via destinada a veículos.

Encontrará ruas em bom estado de conservação, em calçada de calcário e basalto, ou com lajes de basalto, permitindo uma deslocação estável e regular. No entanto, existem muitos planos inclinados, como por exemplo a Rua da Sé (5), que poderão dificultar o percurso, pelo que se sugere que quem tenha mobilidade reduzida seja acompanhado, para mais facilmente ultrapassar alguns obstáculos.

Em geral, os passeios são amplos nas vias principais, ao contrário do que acontece nas ruas secundárias, onde são mais estreitos. Verifica-se ainda, no geral, uma grande ausência de rebaixamento nas passadeiras. Na área comercial, em que se nota a ausência de rampas de acesso às lojas, é frequente a existência de esplanadas ou o estacionamento abusivo em cima do passeio, causando situações inesperadas na circulação. Devido a todas estas situações, aconselha-se o uso do mapa disponibilizado no topo, onde estão assinalados os diferentes graus de acessibilidade no centro histórico de Angra do Heroísmo.

Igreja da Misericórdia
Photo: Igreja da Misericórdia © Turismo dos Açores

Começando o percurso pela Rua Direita (9), verá certamente a imponente Igreja da Misericórdia (11) construída no séc. XVIII. A entrada é feita por uma escadaria e as cadeiras de rodas não conseguem aceder a todos os espaços no interior, mas o corredor central é amplo e permite usufruir da visita que é guiada. Chegando à Praça Velha (8), siga pela Rua da Sé (5) para visitar a Igreja do Santíssimo Salvador da Sé (4), um dos mais importantes edifícios da cidade. A entrada é acessível e os espaços interiores são amplos e sem obstáculos, permitindo que se admire mais facilmente o trabalho de talha dourada dos altares do Espírito Santo e do Santo Cristo das Misericórdias. Próximo da Sé, vemos o Palácio Bettencourt (3), um belo palácio do séc. XVIII que pertenceu a um Capitão-Geral dos Açores e que é a Biblioteca Pública atualmente.

Voltando à Rua da Sé e seguindo pela Rua do Palácio ou pela Rua Direita, vê-se o antigo Colégio Jesuíta, dividido entre o Palácio dos Capitães Gerais (6), símbolo do poder regional civil desde o séc. XVIII e atual sede da presidência do governo regional, e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (7). A entrada na igreja é feita por escada ou por uma rampa muito inclinada e a circulação acessível no interior é garantida apenas no corredor principal. No interior, merece referência o trabalho em talha dourada e os painéis de azulejo seiscentistas.

Jardim Duque de Terceira
Photo: Jardim Duque de Terceira ©Turismo dos Açores

Na Rua do Marquês, fica a entrada para o Jardim Duque de Terceira (10), onde pode fazer uma pausa e apreciar um pouco da natureza e da vegetação que pode encontrar em toda a ilha. O jardim é acessível e com rampas que garantem o acesso aos vários patamares. Ao cimo da Ladeira de São Francisco, encontra o edifício de um antigo convento onde está instalado o Museu de Angra do Heroísmo (12). A diversidade do acervo, relacionado com a história da Ilha Terceira e dos Açores, é de assinalar. Embora a ladeira seja inclinada, a entrada no espaço é acessível e a circulação no interior tem apenas algumas barreiras pontuais. É possível fazer uma visita guiada adaptada, para pessoas com necessidades especiais e existem várias áreas com informação áudio e vídeo sobre a exposição.

Voltando à Baía de Angra e seguindo junto ao mar, chega-se ao Forte de São Sebastião (14), atualmente transformado numa unidade hoteleira, mas com uma área de miradouro a que se pode aceder através de rampa. O percurso no interior é regular, com a presença de barreiras pontuais.

No outro extremo da Baía, ainda poderá visitar a Igreja e Convento de São Gonçalo (2). É o maior espaço conventual da ilha e foi o primeiro a ser construído, em 1545. A fachada é muito simples mas no interior vai encontrar retábulos em talha dourada notáveis e painéis de azulejo dos séculos XVII e XVIII que justificam a entrada, apesar da escadaria de acesso. No interior, os espaços são amplos embora com alguns degraus, mas um elevador dá acesso aos andares superiores. Habitualmente, a visita é acompanha por um profissional.

Monte Brasil, Angra do Heroísmo
Photo: Monte Brasil, Angra do Heroísmo © Maurício Abreu | DRTA

A alguns minutos, encontra-se a Fortaleza e Igreja de São João Baptista (1). Foi mandada construir pelo rei D. Filipe II de Espanha e I de Portugal, no final do séc. XVI, com o objetivo de proteger as armadas vindas das Índias e das Américas que passavam pelo Arquipélago dos Açores. Pode ser visitada, mas o acesso a cadeira de rodas não é possível em todos os espaços e o pavimento é no geral irregular. Este monumento encontra-se na subida para o Monte Brasil, um percurso que sugerimos fazer em veículo adaptado. Certamente valerá a pena, para apreciar a vista deste miradouro natural sobre a cidade de Angra do Heroísmo.


Funchal - Itinerário Acessível

Um bom clima e a beleza natural fazem do arquipélago da Madeira uma escolha segura para visitar em qualquer altura do ano. Para além dos passeios na natureza, das atividades ao ar livre e de uma volta pela ilha, não deixe de fazer um itinerário pela cidade do Funchal.

O Funchal foi distinguido com o Prémio Cidade Acessível 2017 (“Access City”), atribuído pela Comissão Europeia, resultado dos esforços que têm sido feitos para assegurar o acesso de pessoas com mobilidade reduzida a praias, pontos turísticos, hotéis e a espaços públicos na cidade madeirense.

Para o ajudar na visita, acompanhe este itinerário com o mapa.

Há 500 anos, a baía do Funchal era paragem obrigatória nas rotas comerciais da expansão marítima, uma importância que se reflete no património secular e nos diversos pontos de interesse da cidade, que pode começar por conhecer com um passeio junto à Marina (2) e pela Avenida do Mar (4). O pavimento em cimento ou em pavê permite uma deslocação regular e estável, o que, aliás, é representativo do que vai encontrar pois, no geral, as ruas são regulares e sem inclinação, permitindo uma circulação bastante confortável. Mesmo na zona velha, onde o pavimento é de empedrado irregular, existem corredores centrais que facilitam a deslocação. Os passeios são amplos e contínuos, com passadeiras rebaixadas ou niveladas, sem obrigar a alterações de percurso e, nas zonas de maior trânsito, existe sinalização luminosa e sonora de apoio. No entanto, é necessário ter em conta que a cidade não tem pavimento tátil.

Marina do Funchal
Photo: Marina do Funchal ©Turismo da Madeira

Entrando no centro histórico, um dos primeiros monumentos a visitar é a Sé do Funchal (5). Datada do séc. XVI, e em estilo gótico na origem, tem um interessante teto de alfarge em madeira trabalhada ao gosto mudéjar que justifica a visita. Na parte traseira, existe uma entrada nivelada e no interior encontram-se alguns degraus, embora seja um espaço amplo.

Muito próximo, encontra-se o Museu de Arte Sacra (6) e a Igreja de São João Evangelista (8), ambos na Praça do Município (7). Este edifício jesuíta, também conhecido como Igreja do Colégio, de fachada austera, tem uma decoração interior surpreendente, ao gosto barroco português, em que se combina na perfeição a talha dourada e os painéis de azulejo. Neste caso, o acesso a pessoas em cadeira de rodas não é fácil devido aos degraus na entrada, mas é assegurada por uma rampa na porta lateral direita. O interior é amplo, embora tenha algumas barreiras como degraus e áreas salientes, sobretudo nas naves laterais. Quem desejar, tem disponível um equipamento áudio de apoio à visita. No caso do Museu de Arte Sacra, a entrada e a circulação podem ser dificultadas por degraus mas têm disponível material em Braille e documentos ampliados.

Centro Histórico
Photo: Funchal ©Turismo da Madeira

Seguindo a Rua 31 de Janeiro em direção ao mar, irá encontrar a Rua Fernão de Ornelas que vai até à Rua do Visconde de Anadia. Do lado esquerdo, a uns minutos, fica o Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (10), onde se pode saber um pouco mais sobre estes produtos regionais tão apreciados. No entanto, ter em atenção que a entrada é inacessível e a circulação no interior é dificultada por algumas barreiras que poderão impedir a visita a todos os espaços.

Também perto da Rua do Visconde de Anadia, o Mercado dos Lavradores (10) é uma visita a não perder sobretudo pelo colorido das bancas de frutas exóticas e de flores. É uma oportunidade de ver e mesmo comprar os ingredientes da saborosa gastronomia madeirense. Durante a estadia irá certamente provar as diversas especialidades, como as lapas, os bifes de atum e os filetes de peixe-espada, a espetada de carne de vaca em pau de louro com o milho frito e ainda o bolo de mel. Assim como o vinho licoroso Madeira, que foi tão apreciado nas cortes europeias onde ganhou fama durante os séculos XVII e XVIII.

Mercado dos Lavradores
Photo: Mercado dos Lavradores, Funchal ©Arquivo Turismo de Portugal

Continuando pela rua do Hospital Velho ou pela Rua de Santa Maria, ruas parcialmente acessíveis com empedrado irregular e trepidação, chegar-se-á ao Forte de São Tiago (12), um bom miradouro sobre o Funchal. 

A Madeira é reconhecida pela natureza exuberante e pela existência de muitos jardins e zonas verdes. O Jardim Municipal (3) e o Parque de Santa Catarina (1) são dois bons exemplos de espaços acessíveis que podem ser muito apreciados para uns momentos de puro lazer e descanso.


Condução

Se a pessoa com algum tipo de incapacidade motora, sensorial ou intelectual for possuidora de carta de condução válida em Portugal, poderá efetuar a condução de veículos, desde que cumpridas as restrições ou adaptações que se adequem à situação.

São reconhecidos em Portugal os cartões de estacionamento de modelo comunitário para pessoas com algum tipo de incapacidade emitidos por qualquer um dos Estados-membros. Os lugares reservados para o efeito são indicados através de sinalização. Situações de estacionamento noutros locais são permitidas, em caso de absoluta necessidade, desde que por curtos períodos de tempo e sem prejudicar a normal e livre circulação de peões e de veículos.

Mais informações genéricas sobre conduzir em Portugal em www.visitportugal.com.


Acessibilidade nos transportes públicos

Aeroportos

Todos os aeroportos portugueses têm instalações sanitárias adaptadas e transfers para pessoas com necessidades especiais. Sempre que requisitado, poderá ainda ser disponibilizado o MyWay, serviço personalizado de assistência a passageiros com mobilidade reduzida. Este serviço inclui meios mecânicos facilitadores da mobilidade, escadas e tapetes rolantes, elevadores, sinalização e orientação adequadas, bem como profissionais capacitados para o efeito, que asseguram total assistência. 

O serviço MyWay deve ser requisitado à companhia aérea transportadora ou ao seu agente de viagens, no momento da reserva de viagem ou até 48 horas antes da hora publicada da partida do voo. A informação será transmitida pela companhia aérea aos aeroportos envolvidos, que asseguram a assistência. 

As viaturas particulares com o sinal de mobilidade reduzida têm estacionamento disponível em todos os parques do aeroporto. Os lugares, localizados próximos das saídas do estacionamento, estão devidamente identificados.

Os cães-guia estão autorizados a circular no aeroporto, incluindo nos terminais de embarque. Contudo, deverá contactar a sua companhia aérea ou agente de viagens, para confirmar se os cães-guias estão autorizados dentro do avião.

Mais informações em www.ana.pt 


Comboios

A CP-Comboios de Portugal disponibiliza o SIM - Serviço Integrado de Mobilidade, centralizado através de uma linha telefónica - (+351) 707 210 746 (707 210 SIM) e encontra-se disponível 24 horas, todos os dias do ano, para informações bem como para prestação do serviço. 

Através deste serviço o Cliente com necessidades especiais poderá obter informações sobre a acessibilidade dos comboios e nas estações, o serviço de assistência no embarque, em viagem e no desembarque, entre outros serviços. 

Mais informações em www.cp.pt 


Táxis

Existem táxis adaptados às necessidades de quem possui mobilidade reduzida nas principais cidades do país. Os novos táxis adaptados ao transporte de pessoas com mobilidade reduzida estão equipados com plataformas de embarque, cintos de segurança adaptados, dispositivos para fixação de cadeiras de rodas ou uma porta com ângulo de abertura superior. Estes táxis estão presentes nos pontos de táxis dos aeroportos e/ou mediante solicitação às centrais de táxis. 

Mais informações em www.antral.pt


Transportes públicos nas localidades

Para obter informação sobre transportes públicos nas várias localidades consulte por favor o separador “Informações úteis” nos  Itinerários acessíveis de cada cidade - Lisboa, Porto, Faro.


Praia Acessível

Em Portugal existem 209 zonas balneares – marítimas e fluviais – acessíveis a pessoas com mobilidade condicionada. Estas praias estão identificadas com uma bandeira branca com o símbolo de Praia Acessível a azul e amarelo e possuem estacionamento reservado, acesso pedonal, passadeiras no areal e sanitários adaptados. 

Muitas destas praias disponibilizam também equipamentos (cadeiras anfíbias ou outros meios) que facilitam o acesso à água, possibilitando assim os banhos de mar a pessoas com dificuldade em movimentar-se, embora seja sempre necessário auxílio.

O galardão Praia Acessível é atribuído anualmente e o número de zonas balneares que o recebem tem vindo a aumentar de ano para ano, espelhando o empenho das várias entidades em dotar as praias de equipamentos para que estas possam ser utilizadas por todos.

Consulte aqui a lista de Praias acessíveis

Tourism for all
Photo: © Tourism for All


Alojamento

Em Portugal, a oferta hoteleira disponibiliza quartos adaptados a pessoas com necessidades especiais, existindo igualmente unidades hoteleiras que apostam na disponibilização de serviços e alojamentos totalmente adaptados. No entanto, será aconselhável um contacto direto com o estabelecimento hoteleiro para informações sobre o tipo de equipamento disponível. 

No www.visitportugal.com, as unidades hoteleiras com condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida possuem a indicação de “Acessível” nas suas Características e Serviços. Poderá encontrá-las selecionando “Alojamento” em “O que procura” e depois na área “Refinar a pesquisa” deverá escolher a tipologia de alojamento que pretende, bem como a Região/Localidade para onde deseja ir.

Para o ajudar, abaixo indicamos os links diretos para a pesquisa de unidades de alojamento que têm condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida, por tipologia:

- Hotelaria

- Apartamentos turísticos

- Aldeamentos turísticos

- Turismo de Habitação

- Turismo no Espaço Rural

- Parques de Campismo

- Pousadas da Juventude


Faro - Itinerário Acessível

Faro, a principal cidade e capital do Algarve é também a sua porta de entrada para todos os que chegam de avião já que fica a apenas cerca de seis quilómetros do aeroporto internacional. 

Junto à Ria Formosa e ao mar, é uma cidade que vale a pena conhecer passeando pelas suas ruas conquistadas aos muçulmanos por D. Afonso III, rei de Portugal no século XIII.

Acompanhe este itinerário com o mapa

Como centro deste itinerário propomos o Jardim Manuel Bívar (8), o principal largo da cidade aberto para o porto de recreio. A partir daqui sugerimos-lhe percursos em três direções por diferentes zonas da cidade – Ria Formosa, baixa de Faro e centro histórico. Se quiser conhecer Faro no comboio turístico, adaptado para pessoas com mobilidade reduzida, fique a saber também é no Jardim Manuel Bívar que a viagem tem início e se prolonga por 50 minutos. Espaçoso, com pavimentos regulares, árvores e esplanadas, este largo é um sítio muito agradável para passear ou descansar, com o bónus garantido de ver cegonhas a cruzarem os céus, num vaivém entre a Ria e os ninhos instalados em pontos altos como os candeeiros das ruas ou as torres das igrejas.

Doca de Recreio_Faro_Pedro Reis
Doca de Recreio - Faro © ATA | Pedro Reis

Em frente ao largo, o Porto de Recreio (9), que capta a atenção pelo colorido dos barcos, tem uma envolvente acessível onde todos podem circular sem barreiras. O porto está inserido na Ria Formosa, uma zona lagunar que é possível visitar de barco, existindo empresas de animação turística que disponibilizam passeios dirigidos a pessoas com mobilidade reduzida. Muito perto, a Praia de Faro-Mar acessível por estrada ou por barco foi galardoada como praia acessível e está equipada com cadeira anfíbia permitindo que todos tenham acesso à água. 

Do Jardim Manuel Bívar partem diversas ruas pedonais em direção ao interior da cidade e à Rua de Santo António (10), uma das principais. Esta é uma zona animada com muitas lojas e espaços de restauração, no entanto em alguns deles a entrada faz-se por degraus não permitindo o acesso autónomo a pessoas que se desloquem em cadeira de rodas. Já o pavimento das ruas em calçada portuguesa é confortável e regular, sem inclinações, existindo apenas algumas barreiras constituídas por esplanadas que facilmente se contornam.

A oeste da Rua de Santo António, situam-se as Igrejas de São Pedro e do Carmo. Para lá chegar deve seguir pela Rua Vasco da Gama e pela Rua do Carmo até ao Largo de São Pedro, mas o percurso é longo e não totalmente acessível, pelo que será aconselhável optar por um veículo adaptado. A Igreja de São Pedro (11), que é a Matriz de Faro, tem um acesso por uma escadaria e foi erguida no lugar de uma primitiva ermida mandada construir por mareantes. Um pouco mais à frente, destaca-se a Igreja do Carmo (12) com uma fachada imponente com entrada acessível. No seu interior, encontra-se uma curiosa Capela dos Ossos que, pela presença de degraus e de um corredor estreito, não é totalmente acessível.

Arco da Vila_Faro
Arco da Vila - Faro © Câmara Municipal de Faro | Ana Abraão

A partir do Jardim Manuel Bívar poderá seguir também um percurso pelo centro histórico da cidade, mas antes e ainda neste largo visite a Igreja da Misericórdia (7), um edifício com planta em cruz grega que é totalmente acessível situado muito perto do Arco da Vila (6) que dá acesso à parte mais antiga da cidade, conhecida como “vila adentro”. No interior deste arco, um outro - a Porta Árabe (5) do século XI que era nessa época a porta de entrada nas muralhas para quem chegava por mar. O percurso segue pela Rua do Município, em que a inclinação, os passeios estreitos e o pavimento irregular exigem maior esforço e cuidado. 

No Largo da Sé, dominado pelos edifícios do Paço Episcopal, destaca-se a Catedral (4) erguida no século XIII. A entrada faz-se por uma escadaria que impossibilita o acesso autónomo, e no interior também existem escadarias para os andares superiores e espaços estreitos que condicionam a visita. Nas proximidades, situa-se o Museu Municipal de Faro (2) que possui um importante espólio arqueológico. A sua entrada acessível e os espaços amplos no piso térreo permite que todos conheçam grande parte deste Museu, que promove atividades e visitas para pessoas com mobilidade reduzida. 

Largo da Sé - Faro
Photo: Largo da Sé - Faro © Rui Morais de Sousa

O percurso segue pela Rua do Repouso, que tem passeios de reduzida dimensão, até à Igreja de São Francisco (1), um templo de entrada acessível e espaços amplos que permitem admirar os belíssimos painéis de azulejos do século XVIII existentes no seu interior. No final deste itinerário admire o Arco do Repouso (3), outro local histórico, onde segundo a lenda terá descansado o Rei D. Afonso III após a conquista do Algarve. Siga o exemplo deste nosso rei, e faça aqui uma pausa enquanto planeia novas viagens à descoberta de Portugal.


Porto – Itinerário Acessível

Em poucos dias ou num fim-de-semana prolongado, não deixe de conhecer os encantos do Porto. No centro histórico, a Estação Ferroviária de São Bento é um ponto de chegada e uma referência geográfica, de onde partem os três itinerários que sugerimos para visitar a cidade, assinalando os pontos de interesse mais importantes.

No geral, a cidade do Porto é acessível e dispõe de pavimentos em bom estado de conservação e maioritariamente regulares, em que os materiais utilizados com mais frequência são a calçada em basalto ou calcário e as lajes em granito, permitindo uma circulação estável e confortável para o visitante. No entanto, a inclinação de algumas ruas do centro histórico são uma condicionante a ter em conta, por dificultar a experiência. Quanto aos passeios, na generalidade, são amplos e regulares. As passadeiras encontram-se rebaixadas ou niveladas, facilitando a travessia e uma percentagem considerável já dispõe de sinalização tátil, tornando mais seguro o percurso, assim como de avisos sonoros, indicativos do tempo disponível para a passagem do peão.

Começamos por visitar o centro histórico e descer até à Ribeira, junto ao rio, para depois visitar a zona mais comercial da cidade, entre o Bolhão, Santa Catarina e a Batalha, com possibilidade de atravessar o rio para Vila Nova de Gaia, até à Serra do Pilar, e desfrutar de uma vista surpreendente sobre a cidade. O terceiro itinerário passa por monumentos de referência como a Torre dos Clérigos, um ex-libris do Porto, pelo Museu Nacional de Soares dos Reis e termina nos agradáveis Jardins do Palácio de Cristal.

Existem muitos outros pontos de interesse que não foram integrados nestes percursos e entre os quais vale a pena referir, por exemplo, a zona da Foz do Douro, a Casa da Música e o Museu de Serralves. São locais acessíveis que não pode deixar de visitar e onde pode chegar através dos transportes públicos regulares ou em meio próprio.

Poderá consultar os itinerários com mais detalhe nos separadores que encontra no topo e no mapa disponível na lista de Conteúdos Relacionados, no final desta página. No separador “Informações úteis” irá encontrar referência aos transportes públicos acessíveis, o que o poderá ajudar a planear a viagem e a visita da cidade.


Lisboa - Itinerário Acessível

Conhecida como a cidade das sete colinas, Lisboa tem vindo a tornar-se cada vez mais acessível pela eliminação de barreiras arquitetónicas e desníveis. Através da introdução de novos pavimentos, rampas e sinalização adequada têm sido criadas condições para facilitar a deslocação de pessoas com dificuldades de mobilidade e tornar possível que todos possam usufruir dos espaços públicos, deslocando-se autonomamente. 

Sugerimos-lhe três itinerários para conhecer as zonas mais emblemáticas de forma autónoma: Belém, um bairro monumental que foi o porto de partida de naus e caravelas para a epopeia marítima dos Descobrimentos, um passeio entre o Bairro Alto e o Castelo de São Jorge, o centro nevrálgico de Lisboa onde vai encontrar maior animação, e o Parque das Nações, um espaço moderno requalificado para a Exposição Universal de 1998 que celebrou os feitos dos grandes navegadores portugueses dos séculos XV e XVI. 

Lisboa-Ponte 25 de Abril
Photo Ponte 25 de Abril - Lisboa © Turismo de Lisboa

Para seguir estes percursos consulte os respetivos separadores (ao cimo deste texto), onde vai encontrar informações detalhadas sobre cada um deles e mapas que poderão servir de apoio à sua visita. 

Para se deslocar entre as várias áreas pode contar com uma rede de transportes públicos que assegura as ligações na região. No interior da cidade a Carris, a empresa que gere os autocarros e elétricos, disponibiliza transportes adaptados, tal como o Metro, embora neste caso nem todas as estações sejam acessíveis. Já em relação aos comboios da CP, em algumas das ligações é possível a utilização autónoma e noutras será necessitário pedir apoio com antecedência. O transporte em táxi é uma alternativa que pode ser considerada, existindo diversas empresas que disponibilizam veículos adaptados. Para informações detalhadas sobre os transportes públicos em Lisboa consulte por favor o separador “Informações úteis”. 


Ponha Portugal no seu Mapa

Em 2016, foi lançada uma campanha para os portugueses fazerem um vídeo mapa de Portugal.

Agora, chegou a altura de pôr Portugal no seu mapa. Veja os anúncios no Youtube que certamente irão aguçar a sua curiosidade.

Veja também os filmes que reúnem as imagens captadas pelos portugueses, agrupadas por temas em que decerto reconhecerá os seus interesses e motivações para uns dias de férias.

Se o que lhe apetece é fazer férias em plena Natureza, encontra muitas opções de norte a sul do país e nas ilhas dos Açores e Madeira. Montanhas imponentes, praias de areal a perder de vista, parques naturais são alguns dos cenários que pode escolher para praticar diversas atividades de ar livre ou simplesmente para observar o voo das aves ou os saltos dos golfinhos. 


Se se interessa pela História, descubra castelos imponentes erguidos para defender as fronteiras do nosso país, monumentos que celebram os grandes feitos dos nossos antepassados, Aldeias Históricas e museus que exibem tesouros de valor incalculável. Muitos destes locais foram reconhecidos pelo seu importante contributo para a História mundial e classificados pela UNESCO como Património da Humanidade.


Em Portugal também poderá encontrar cenários para o seu Romance. Em paisagens deslumbrantes como Sintra, o Gerês ou o Vale do Douro. Na Madeira, destino de muitas luas de mel, ou nos Açores e no litoral alentejano onde a natureza permanece intocada. Ou até em cidades como Lisboa, cheia de luz junto ao Rio Tejo, e no Porto, que partilha o seu nome com o de um vinho perfeito para brindar à vida e ao amor.

Segundo dizem, não há outra costa no mundo com um tão grande número de spots a tão curta distância, o que torna Portugal o destino perfeito para os que gostam de desportos de ondas em diversas modalidades. Desde as ondas tubulares de Peniche ideais para surf e bodyboard, às gigantes da Nazaré onde só se aventuram os mais destemidos ou à Ericeira que é a 1ª reserva de surf da Europa, a variedade é enorme e não se fica pelo continente já que as ilhas da Madeira e Açores também têm ótimos locais para a prática destes desportos.


Festa pode bem ser o sinónimo de férias em Portugal. Nos festivais de música, que têm no verão o seu ponto mais alto e são imperdíveis para os jovens, nas festividades que representam tradições seculares no Norte, no Centro, no Alentejo e nos Açores, nos eventos com prestígio internacional que têm lugar na Madeira ou na animada vida noturna que se destaca em Lisboa, no Porto ou no Algarve, a animação é uma constante por todo o país. 


Fazer uma viagem por Portugal é também descobrir os sabores de uma gastronomia que é tão rica e variada como a sua paisagem. Se o peixe pode ser saboreado com toda a sua frescura no litoral - no Centro, no Algarve, ou na Madeira e Açores, as carnes com denominação de origem têm destaque no Norte, no Alentejo, e até em muitos restaurantes de Lisboa que criaram receitas especiais. Os doces e os queijos são outros sabores imperdíveis, tal como os vinhos, que até podem servir de mote a um roteiro atravessando as diversas regiões demarcadas. 


Ponha Portugal no seu plano de férias.

Ponha Portugal no seu mapa! 


Páginas

Pesquisa avançada
Planeamento Veja os favoritos que selecionou e crie o seu Plano de Viagem ou a sua Brochura.
Esqueceu a sua password?
Faça login através de redes sociais
*Aguarde por favor. *As instruções de recuperação de password serão enviadas para o seu e-mail. *E-mail não enviado. Tente novamente.
Faça login através de redes sociais

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência de navegação e não guarda dados identificativos dos utilizadores.
Poderá desativar esta função na configuração do seu browser. Para saber mais, consulte os Termos de Utilização

close